Home / Comunicação / Inovação foi tema de programação paralela da XXII Marcha

Notícias

09/04/2019

Compartilhe esta notícia:

Inovação foi tema de programação paralela da XXII Marcha

09042019 InovacaoInovação foi o tema do dia na sala 2 da programação paralela desta terça-feira, 9 de abril, da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Em um dos debates, os palestrantes trouxeram a temática sobre como inovar por meio da cooperação internacional.

A partir dessa pergunta, municipalistas presentes na sala 2 da programação paralela da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios puderam ouvir depoimentos de prefeitos e de órgãos internacionais sobre como acordos de cooperação internacional mudaram a perspectiva e a atuação dos Municípios.

O projeto mais votado no Prêmio MuniCiência 2017-2018, prefeito de Santa Clara do Sul (RS), Paulo Kohlrausch, ressaltou a importância da iniciativa, que conta com a parceria da União Europeia. “Esse prêmio serviu para inovarmos. Inovação, ao contrário do que pensam, é mais profunda e conceitual e requer mudança de cultura. E isso se faz através da troca de experiências. O prefeito não pode ficar preso no gabinete. O mundo acontece na rua e está mudando muito rápido”, citou.

Presente na plenária, a representante do serviço de instrumentos de política internacional regional da Delegação da União Europeia no Brasil, Lise Pate, apresentou um pouco do trabalho desenvolvido pelo órgão internacional. “Na cooperação internacional da União Europeia, a gente trabalha o conceito de inovação como uma maneira de racionalizar os recursos, um passo essencial, porque permite à cidade dar conta da realidade do trabalho e da situação geral, além de definir passos de atuação para alcançar melhorias”, disse.

A prefeitura do Município de Benedito Novo (SC) buscou parcerias internacionais para implementar melhorias municipais que resultaram em grandes avanços para o Município, como explica o prefeito Jean Michel Grundmann. “A primeira coisa que aconteceu foi que saímos da comodidade, da nossa zona de conforto, do nosso mundo e pensamos além. A gente pode aprender com Municípios desenvolvidos e pular etapas”, completou.

Prêmio MuniCiência
09042019 MunicienciaO Prêmio MuniCiência é uma iniciativa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) para identificar, reconhecer e reaplicar práticas inovadoras em gestão municipal. Nesta terça-feira, durante o debate na sala 2, os vencedores do Prêmio no ano de 2017-2018 lançaram as publicações que contam com as cinco iniciativas vencedoras.

“O Prêmio MuniCiência foi de grande importância. Nós iniciamos um projeto há algum tempo, quando a evasão escolar estava em 18%. Implementamos o programa Estou presente, Professor. Nesta oportunidade, a prefeitura buscava o aluno e o colocava nas escolas com aulas atrativas, além de fazer a formação profissional do professor. Através do MuniCiência, tivemos a oportunidade muito grande de replicar e apresentar para o Brasil essa nossa prática”, citou a prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida.

A disseminação de ideias também foi citada pelo prefeito de Abaetetuba (PA), Alcides Negrão. “A nossa iniciativa trouxe para os povos da ilha o consumo próprio de água. Atendemos mais de 20 mil pessoas atendidas e, no Estado, somos conhecidos por ter implementado o maior plano de saneamento do Pará. E conseguimos isso através da CNM”, finalizou.

Já o prefeito de Rio Grande (RS), Alexandre Lindenmeyer, com o projeto Arte na Parada, buscou enaltecer o trabalho de artistas locais e, com isso, reduzir a depredação das paradas de ônibus. “Iniciativas como essa da CNM, de oportunizar aos Municípios a divulgação e o intercâmbio das experiências, é algo importante para que possamos encontrar alternativas novas para fazer frente às dificuldades do dia a dia”, citou.

Muitos gestores acreditam que implementar projetos inovadores nos Municípios depende de altos recursos por parte da prefeitura. Mas o prefeito de Santa Clara do Sul (SC), Paulo Kohlrausch, reforça que é possível fazer muito gastando pouco. “Nós percebemos como é possível inovar com pouco recurso e criatividade. Por isso, prefeitos, se inscrevam no prêmio e contem para a CNM. A iniciativa que implementamos hoje integra o guia de reaplicação, e vocês podem replicar essas boas práticas”, disse.

Por fim, o prefeito de Gurjão (PB), Ronaldo Ramos de Queiroz, afirma que implementou no Município um projeto de protagonismo juvenil para melhorar a baixa autoestima deste público. “Nosso projeto trouxe o jovem, reduzindo índices de suicídios, dando oportunidade aos jovens. Por isso, gostaria de agradecer à CNM, que foi importante na nossa missão”, finalizou.

Inovação no setor público

09042019 Inovacao IDPA última plenária do dia questionou os gestores municipais sobre o motivo de inovar no setor público. Para isso, o representante do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), professor Pedro Cavalcante, abordou os desafios encontrados na busca de inovação. “A sociedade muda e tem novas demandas”, complementou.

Durante a explicação, o professor reforçou alguns pontos que podem ser buscados pelos Municípios na busca por inovação. “Inovação aberta, engajando a população para ter novas ideias; gameficação, quando se usa a lógica para passar política pública e conhecimento; nudge, buscando repensar políticas públicas ao provocar outro pensamento na população”, disse.

Por: Lívia Villela
Fotos: Lívia Villela
Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas