Home / Comunicação / InovaJuntos: Municípios e consórcio dos quatro clusters recebem missão técnica

Notícias

01/06/2022

Compartilhe esta notícia:

InovaJuntos: Municípios e consórcio dos quatro clusters recebem missão técnica

01062022 inovajuntos 2Os participantes da 1ª Missão Técnica Portugal-Brasil do Projeto InovaJuntos visitaram os Municípios e os consórcios dos clusters temáticos entre 21 e 29 de maio. Após dois dias de trabalhos na sede da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), as equipes foram destinadas aos Municípios-sede do projeto.

A presença de representantes brasileiros e portugueses em diferentes Municípios e Consórcios do país deve promover o compartilhamento de experiências e informações para a construção de laços e redes que são a base da cooperação internacional. Saiba mais do evento aqui.

Agência CNMCluster 1 - Desenvolvimento Econômico e Inovação
O primeiro grupo de trabalho, sobre Desenvolvimento Econômico e Inovação, foi recebido com apresentação cultural de Carimbó, em Santarém (PA). O prefeito Nélio Aguiar promoveu momentos de interação na noite do dia 25, e no dia 26 viabilizou encontro dos visitantes em escola municipal. Na ocasião, boas práticas municipais foram apresentadas, como o Sistema de Inspeção Municipal (SIM), a acolhida da Tribo Indígena Venezuelana Warao e o Aplicativo para combate à violência contra as mulheres.

A equipe também fez visitas culturais ao Museu João Fona, à Alter do Chão e lugares de artesanato. E foram recebidas pela comunidade ribeirinha Pixuna, onde puderam ouvir a comunidade, especialmente os desafios enfrentados, as potencialidades de desenvolvimento e a vivência local em diferentes perspectivas. Foi aplicada a metodologia de sinergia para cooperação, identificada as similaridades para possíveis acordos de cooperação.

Agência CNMCluster 2 - Desenvolvimento Territorial e Consórcios
O Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí (CISAMVI), com sede em Blumenau (SC), recebeu a equipe do Cluster 2 e o prefeito de Gaspar (SC), Kleber Wan Dall, também promoveu programação de Boas-vindas. As atividades iniciaram com palestra da vice-prefeita de Blumenau, Marina Regina Soares, que abordou o contexto da saúde no médio vale do Itajaí.

Durante a programação, ocorreu uma apresentação das consultoras técnicas da CNM, Joanni Henrichs e Marli Burato. Elas destacaram a atuação da entidade na área de consórcios e captação de recursos por meio da Plataforma Êxitos. O fim do dia foi destinado à apresentação e o compartilhamento de boas práticas entre os participantes da missão para criarem futuras sinergias de cooperação. Já na sexta-feira, 27, a equipe foi recepcionada em Pomerode (SC), visitou o sistema de saúde do Município e acompanhou visitas e atividades culturais.

Cluster 3 - Cidades Verdes e Mudanças Climáticas
Feliz Deserto (AL) seria a sede das atividades do Cluster 3, mas o Município foi um dos afetados pelas chuvas, que causaram transtornos, desastres e mortes em localidades do Nordeste brasileiro. A agenda foi transferida para Maceió (AL), e contou com o suporte da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA).

Os debates realizados se concentraram na troca de experiências sobre a gestão de resíduos sólidos, uma boa prática do Município de Maia em Portugal é um problema comum em Municípios brasileiros. Representante da Associação de Municípios do Algarve (Amal), em Portugal, partilhou sobre a experiência da instituição com a criação de planos municipais de enfrentamento às mudanças climáticas, para futuras cooperações com Municípios brasileiros. Ação conjunta ocorreu no escritório regional da ONU Habitat em Maceió

Agência CNMCluster 4 - Espaços inclusivos e inovação Cultural e Social
Goiás (GO) recebeu o eixo com foco na promoção da cultura e da identidade local e pôde compartilhar boas práticas com demais representantes brasileiros e portugueses com ações de fortalecimento na inclusão social. O primeiro projeto a ser apresentado foi o Mulheres Coralinas, que objetiva o fomento da economia solidária, além de oportunizar a qualificação de mulheres em situação de vulnerabilidade. A iniciativa potencializa as condições de trabalho coletivo, possibilitando ações formativas, de resgate dos saberes tradicionais, de convivência cultural e criativa para o bem-viver.

Outra boa prática apresentada foi o “Vale Feira” que promove a aquisição de gêneros alimentícios produzidos por agricultores familiares cadastrados como fornecedores, e entregues às famílias inscritas no programa social. Com o objetivo de fortalecer a ocupação dos espaços públicos e valorizar as diferentes identidades, sobretudo a cultura local, um dos momentos de grande emoção foi a apresentação da tradicional “serenata”. O evento acontece sempre em que há luas cheias e o cortejo tem como palco as ruas do centro histórico de Goiás.

Da Agência CNM de Notícias

 

 


Notícias relacionadas