Home / Comunicação / Inscrições do Espírito Santo, Mato Grosso e Santa Catarina ultrapassam participantes da última Marcha

Notícias

02/04/2019

Compartilhe esta notícia:

Inscrições do Espírito Santo, Mato Grosso e Santa Catarina ultrapassam participantes da última Marcha

DivulgaçãoO público da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios deve bater recordes. Além da novidade da transmissão ao vivo da programação principal e paralela – em vídeo e pela rádio respectivamente –, que poderá ampliar o alcance do evento, o Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB) irá receber grandes comitivas estaduais das cinco regiões do país.

Espírito Santo (ES), Mato Grosso (MT) e Santa Catarina (SC) são exemplos de inscrições que já superaram o número de participantes da última edição. Em 2018, vieram à capital 60 capixabas, sendo 24 prefeitos, de um total de 78 Municípios. Até esta terça-feira, 2 de abril, já tinham 31 chefes do Executivo municipal entre 92 inscritos.

Entre os pleitos de interesse da administração local que serão debatidos no maior encontro político do país, há demandas convergentes com os governos estaduais, a exemplo da redistribuição do Imposto Sobre Serviços (ISS) e da Lei Kandir. Por isso, o convite feito ao governador do ES, Renato Casagrande, pelo presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), Gilson Daniel, e pelo representante da região Sudeste na Diretoria da Confederação Nacional de Municípios (CNM) Luciano Pingo aumenta o interesse dos gestores em garantir presença no evento. No palco principal está previsto um painel específico para os governadores. Confira a programação no site.

Participação mato-grossense e catarinense
MT, que, no ano passado, trouxe 32 prefeitos em um total de 88 participantes, conta com 137 inscrições até o momento, sendo 65 representantes das prefeituras – no Estado há 141 entes municipais. Ou seja, a representatividade mais que dobrou. A articulação política realizada regularmente pelo presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM-MT), Neurilan Fraga, no Congresso e com o Executivo federal reforçaram, nos últimos meses, a importância de levar as prioridades regionais para um debate em nível nacional. A comitiva do Estado conta com a CNM e espera avanços na Marcha, como adiantou Fraga em vídeo convocatório.

E SC, de 392 que prestigiaram o evento em 2018 (117 prefeitos), terá uma comitiva de pelo menos 449, entre os quais 164 prefeitos. O Estado possui 295 Municípios e, ao lado do Paraná e do Rio Grande do Sul – que tradicionalmente mobilizam muitas pessoas para o encontro – aumenta o peso da região Sul do País. O presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Joares Ponticelli, acredita que o número irá aumentar. “De 8 a 11 de abril, teremos a oportunidade de conversar com membros do Congresso Nacional e do governo e demonstrar nossa força. Mas para isso, temos que participar todos, mostrar que estamos unidos”, defende.

Confira o convite de Ponticelli, presidente da Fecam:

E do presidente da AMM-MT, Neurilan Fraga:

Por: Amanda Maia
Da Agência CNM de Notícias

Leia mais

Maior evento político do Brasil terá programação transmitida ao vivo; não fique de fora


Notícias relacionadas