Home / Comunicação / Inscrições para Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus vão até dia 30

Notícias

19/06/2018

Compartilhe esta notícia:

Inscrições para Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus vão até dia 30

DivulgaçãoAs inscrições para a nona edição do Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus foram prorrogadas e vão até o dia 30 de junho. A iniciativa prevê destinar 75 mil dólares para oito projetos que busquem potencializar a capacidade educativa dos museus e do patrimônio museológico na Ibero-América: Andorra, Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, Equador, Espanha, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Podem participar do prêmio museus e instituições culturais, educativas e afins, da comunidade ibero-americana, que estiverem vinculados à administração pública municipal, regional ou nacional, e instituições privadas sem fins lucrativos, que atuem em áreas associadas à educação e museus. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) reconhece a importância da iniciativa, que oferece uma oportunidade de as administrações municipais terem suas propostas contempladas. Diante disso, a entidade incentiva a participação da administração pública local.

De acordo com a convocatória, os projetos devem se enquadrar em uma das duas categorias estabelecidas. A primeira prevê reconhecer e premiar projetos realizados e/ou em execução; práticas de ação educativa em museus, com ênfase em estímulo e promoção do diálogo; coordenação e colaboração entre diferentes atores sociais, culturais e econômicos em uma área geográfica específica; resgate de práticas de base comunitária; integração de políticas culturais setoriais em nível local; fomento ao protagonismo de crianças e jovens; e fomento ao protagonismo das mulheres.

Já a categoria II propõe fomentar novos projetos: iniciativas inovadoras e inédiaos ainda não implementadas, que estão em fase de elaboração ou planejamento, com ênfase em: promoção de práticas de base comunitária, comunidades tradicionais e indígenas; estímulo e promoção do diálogo, coordenação e colaboração entre diferentes atores sociais, culturais e econômicos em uma área geográfica especifica; integrar práticas sustentáveis; e fomento ao protagonismo de crianças, jovens e mulheres.

Veja a convocatória para o prêmio e mais informações no site.


Notícias relacionadas