Home / Comunicação / Itabaiana (SE) promove ações para manter feira livre e evitar casos de coronavírus

Notícias

01/04/2020

Compartilhe esta notícia:

Itabaiana (SE) promove ações para manter feira livre e evitar casos de coronavírus

01042020 itabaiana se 3Sergipe contabiliza 20 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), até ontem, dia 31 de março. Para manter a feira livre e evitar casos em sua localidade, os gestores de Itabaiana (SE) tem promovidos ações preventivas de conscientização com a população. Os trabalhos seguem as orientações do Decreto 10.282/2020, que definiu serviços públicos e as atividades essenciais para o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.

 

Localizado a menos de 100 quilômetros da capital Sergipe, que registra 17 contaminações, a feira itabaianense é um importante canal de comercialização dos produtores rurais do Município. Dentre as medidas para garantir a sustentabilidade da atividade e conter a chegada do vírus, a prefeitura tem reduziu o número de barracas, aumentou a distância entre elas e tem promovido higienização regularmente, conforme as recomendações do Ministério da Saúde. 

 

Outra decisão adotada foi a restrição dos produtos comercializados, permitindo apenas a venda de alimentos. A decisão do Município também respeita as orientações da Portaria 116/2020 do  Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) sobre serviços, atividades e produtos considerados essenciais para o pleno funcionamento das cadeias produtivas de alimentos e bebidas, para assegurar o abastecimento e a segurança alimentar durante a pandemia.

 

Durante fiscalização, a equipe da Vigilância Epidemiológica do Município tem trabalhado para orientar os feirantes e a população sobre os cuidados para a prevenção contra o novo coronavírus. Até o momento, a melhor medida para evitar o contágio reforçar a higiene, com destaque a lavagem das mãos com água e sabão ou por meio do álcool em gel.

 

Exemplo
A boa prática de Itabaiana ganha destaque da área técnica de Desenvolvimento Rural da Confederação Nacional de Municípios (CNM), por ser um exemplo do protagonismo municipal em momentos de crise. Além disso, de ser uma inspiração de como manter a atividades sem descuidar dos cuidados com a saúde. Para o técnico Osnir Rocha, em muitas localidades, as feiras livres são o principal de meio de venda direta da produção local - como frutas, verduras e legumes. 

 

Mas, por representar o ponto de encontro da população com os produtores rurais, a CNM destaca que as ações preventivas nessas feiras são essenciais para evitar a proliferação do vírus e para entre a comunidade, principalmente, do interior. A entidade também chama a atenção para a ampliação das a vigilância sanitária para melhor orientação e fiscalização. 


Da Agência CNM de Notícias, com informações e foto da prefeitura de Itabaiana


Notícias relacionadas