Home / Comunicação / Liberação de vistos deve incentivar o fluxo de turistas estrangeiros no período das Olimpíadas

Notícias

02/06/2016

Compartilhe esta notícia:

Liberação de vistos deve incentivar o fluxo de turistas estrangeiros no período das Olimpíadas

02062016_passaporte_ItamaratyComeçou a valer, nesta quarta-feira, 1.º de junho, a isenção de vistos para turistas americanos, japoneses, canadenses e australianos que desembarcarem no país até o dia 18 de setembro. O Projeto de Lei 149/2015, que previa esta liberação foi aprovado no Congresso no ano passado e sancionado pela Presidência da República. Para valer, no entanto, foi necessária também uma portaria conjunta dos ministérios do Turismo, Relações Exteriores e Justiça. A iniciativa faz parte da estratégia para incentivar a entrada de visitantes de países que, só em 2015, foram    responsáveis pela entrada de 759.087 turistas segundo o Anuário Estatístico do Turismo.
 
A isenção, que tem por objetivo estimular a presença de estrangeiros no País durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016, vale para permanência em território nacional por até 90 dias, improrrogáveis, a contar da data da primeira entrada. A regra se aplica apenas aos estrangeiros em viagens de turismo e não aos que desejam exercer atividades remuneradas ou assalariadas, participar de atividades de pesquisa, estágios, estudos e trabalhos de caráter social ou voluntário, bem como realizar atividades de assistência técnica, de caráter missionário, religioso ou artístico.
 
A Embaixada dos Estados Unidos já disponibilizou um blog para informar cidadãos americanos interessados em visitar o Brasil durante esse período que o governo brasileiro facilitou a entrada no país. No ano passado, 575.796 turistas americanos entraram no país, perdendo apenas para a Argentina, responsável por 2.079.823 visitantes, o equivalente a 33% do total de turistas.  A embaixada norte-americana também está produzindo um vídeo sobre a isenção de vistos que será divulgado nas redes sociais.
 
Motivos pela escolha
A medida de isenção de vistos para turistas de quatro países levou em consideração um conjunto de fatores como: países que mais gastam no Brasil, baixo risco migratório e forte tradição olímpica. Esses milhares de turistas que são esperados para participar da grande festa que será a Olimpíada do Rio irão movimentar a economia do país por meio dos gastos em hotéis, restaurantes, aluguéis de veículos, entre outros.
 
A expectativa é de que a medida tenha reflexos tanto no aumento de visitantes quanto no incremento da economia. De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), a facilitação de viagens pode gerar um aumento de até 20% no fluxo entre os destinos. Isto representa um acréscimo aproximado de 75 mil turistas internacionais e uma injeção de US$ 80 milhões na economia brasileira.
O turista norte-americano é o que mais gasta no Brasil no segmento lazer. O gasto médio dia deste visitante é de US$ 125,21, enquanto a média global é de US$ 87 de acordo com a Demanda Internacional do Ministério do Turismo (MTur).
 
Da Agência CNM, com informação da Agência Câmara e do Ministério do Turismo

Notícias relacionadas