Home / Comunicação / Marcha: região Norte ganha espaço com debates sobre venezuelanos e Municípios amazônicos

Notícias

01/04/2019

Compartilhe esta notícia:

Marcha: região Norte ganha espaço com debates sobre venezuelanos e Municípios amazônicos

Agencia ParaA crise migratória dos venezuelanos e as demandas específicas dos Municípios que compreendem a Amazônia serão temas presentes na XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O evento, que ocorre de 8 a 11 de abril no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), reúne gestores locais de todo o país e alguns dos debates e das plenárias focam em questões regionais.

Os participantes da região Norte poderão, nesta edição, acompanhar as discussões e levantar, em conjunto, os principais desafios e as perspectivas que envolvem as mais de 85 mil solicitações de refúgio da Venezuela e a área de cobertura da floresta Amazônica. Haverá ainda plenárias no palco principal com os governos estaduais (Fórum de Governadores), os ministérios e os parlamentares (Congresso Nacional).

O primeiro debate, da área do Internacional da Confederação Nacional de Municípios (CNM), terá foco na inovação na gestão municipal. Os convidados e presentes irão aprofundar o tema Processo de interiorização: práticas de acolhimento e integração dos migrantes venezuelanos. Devem participar o subchefe de articulação e monitoramento da Casa Civil, José Vicente Santini, e o prefeito de Alto Alegre (RR) e presidente da Associação dos Municípios de Roraima (PR), Pedro Henrique.

Já na lista de demandas do Encontro dos Municípios Amazônicos – das quais o grupo tratou em algumas reuniões na sede da CNM -, consta um tema que deverá ser abordado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) também na apresentação do palco principal. O Norte do país, apesar da abundância de recursos hídricos, sofre com a falta e má distribuição de água potável, portanto, o pedido é que o governo federal auxilie com equipamentos técnicos para o abastecimento. Para saber do dia e horário dos debates, acompanhe a programação no site da Marcha.

Representatividade
Em razão da importância dos temas e da oportunidade de apresentar os pleitos ao governo e ao Legislativo federal, as sete entidades estaduais - Acre (AC), Amapá (AP), Amazonas (AM), Pará (PA), Rondônia (RO), Roraima (RR) e Tocantins (TO) – têm sensibilizado os gestores a virem a Brasília. É do Norte, por exemplo, as Unidades Federativas com maior percentual de prefeitos inscritos no evento – AP com 100% e RO com 88%. Os dois Estados também lideram, seguidos por RO, o proporcional de prefeitas inscritas, com 100% de confirmações. As mulheres chefes do Executivo municipal em TO garantiram o quinto lugar na lista, com 78,3% de inscrições.

Por outro lado, RR, AM e AC podem aumentar sua participação. Roraima, aliás, é o Estado mais impactado com a migração, mas, até agora, tem apenas 13 inscritos, sendo seis prefeitos – o que equivale a 40%. Quando faltavam 20 dias para a Marcha, o presidente da CNM, Glademir Aroldi, fez questão de gravar um vídeo chamando os gestores do Estado. “Nessa edição nosso tema será Unidos pelo Brasil e iremos promover o diálogo, unindo esforços para construir um pacto federativo que atenda às necessidades da população brasileira. A sua participação é muito importante”, diz a mensagem.

Amazonas e Acre
AM conta com 80 inscrições, sendo 33 prefeitos (53%); e o AC, com 26 no total e 15 prefeitos (68%). Os presidentes Andreson Adriano, da Associação Amazonense de Municípios (AAM); e Maria do Socorro Neri, da Associação dos Municípios do Acre (AMAC), reforçaram o convite. “Você é nosso convidado especial. Venha conosco participar da luta que envolve todos os Municípios brasileiros”, afirmou Adriano.

“Quero convidar os colegas do Acre e da Região Norte para estarmos juntos para defender as nossas pautas, municipalistas, porque é no Município que a vida acontece e é pra lá que devem ser destinados os encargos necessários”, enfatiza Maria do Socorro.

Confira a mensagem do presidente Aroldi aos gestores de Roraima

Convite do presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM), Andreson Adriano

Convite da presidente da Associação dos Municípios do Acre (AMAC), Maria do Socorro Neri

Por: Amanda Maia
Da Agência CNM de Notícias

Leia mais
Pará tem 21 prefeitos inscritos para a Marcha nos últimos 10 dias e chega a 64% de participação

Ministros confirmam participação na Marcha e sinalizam diálogo para avanço da pauta municipalista


Notícias relacionadas