Home / Comunicação / Matéria sobre barragens de alto risco no Brasil menciona dados da CNM

Notícias

08/03/2019

Compartilhe esta notícia:

Matéria sobre barragens de alto risco no Brasil menciona dados da CNM

25012019 rompimento barragem de BrumadinhoExiste um total de 24.092 barragens no Brasil, e, dessas, 139 são consideradas de alto risco. Depois de duas tragédias, um plano lançado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional pretende recuperar 107 barragens públicas no Nordeste, onde está a maior parte das obras que apresentam risco; e mais 32 em outras partes do país. O assunto foi abordado em matéria do portal UOL desta quinta-feira, 7 de março, e dados da Confederação Nacional de Municípios (CNM) foram mencionados.

Segundo levantamento da entidade, das 695 barragens com alto risco de ruptura associado a um alto dano potencial, 152 são de abastecimento – humano e/ou animal – e combate à seca no Nordeste. A partir dos critérios de classificação, além de terem estruturas com risco de rompimento, essas barragens estão perto de áreas onde moram pessoas. Há outras mais de 200 estruturas que ficam na região, mas que não têm a função especificada. Com outras áreas somadas, há 269 barragens nessa condição de risco.

Um agravante é a previsão do clima e do tempo na região nordestina. Após um longo período de seca, o Nordeste iniciou temporada de chuva, no ano passado, e há estimativa de novo aumento das chuvas neste ano. Ao mesmo tempo que a notícia traz alegria para o povo que sofre com a falta de água, também é motivo de preocupação. Algumas das barragens têm mais de cem anos de construção e não há histórico de manutenções rotineiras.

Nesta quarta-feira, 6 de março, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) anunciou o Plano de Ações Estratégicas para a Reabilitação de Barragens, com ações destinadas a armazenamento de água das barragens federais. Segundo o MDR, o governo determinou às instituições federais fiscalizadoras que realizem vistorias nas estruturas. O Conselho Nacional de Recursos Hídricos também estendeu o comunicado aos 43 órgãos estaduais que atuam na fiscalização de barragens no país.

As informações da CNM estão concentradas em uma página on-line, disponível no portal da CNM. Além de dados sobre barragens, o Observatório dos Desastres também concentra os estudos divulgados pela entidade e as informações sobre Estrutura e Planejamento da Defesa Civil, dos Recursos da União e dos prejuízos causados nos últimos anos. Confira http://www.desastres.cnm.org.br.

Da Agência CNM de Notícias, com informações do UOL


Notícias relacionadas