Home / Comunicação / Ministro da Integração pede agilidade de Municípios ao informarem problemas com a seca

Notícias

12/06/2015

Compartilhe esta notícia:

Ministro da Integração pede agilidade de Municípios ao informarem problemas com a seca

Pref. Santo Sé (BA)Municípios que passam por dificuldades decorrentes da seca devem informar o mais rápido possível o governo federal para dar andamento ao reconhecimento. O pedido foi feito pelo ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, durante participação na comissão externa da Câmara dos Deputados sobre a crise hídrica no semiárido nordestino.

Occhi confirmou que a seca deixa, neste momento, 62% dos Municípios do Nordeste em Situação de Emergência. Ao todo, 850 prefeituras, de um total de 1,4 mil em todo o Nordeste, precisam de ajuda financeira da União para enfrentar o problema climático.

O ministro ressaltou que não é apenas o Ministério da Integração Nacional responsável por ajudar os Municípios nesta situação crítica. Segundo ele, os gestores podem e devem procurar também “a renegociação de dívidas de famílias e empresários com bancos, a antecipação do pagamento da aposentadoria e do Bolsa Família e saque do FGTS [Fundo de Garantia por Tempo de Serviço].” Para isso é preciso apenas comprovar os prejuízos com a seca.

Grave seca
Diagnóstico do Ministério da Integração indica agravamento da estiagem no semiárido. Nos últimos quatro anos, os reservatórios de água do Nordeste recuaram de 60% para 25%. No Ceará, as reservas caíram de 65% para 19%; na Paraíba, de 57% para 20%; em Pernambuco, de 43% para 13%; no Piauí de 63% para 42% e no Rio Grande do Norte, a queda foi de 67% para 27%. A única exceção é a Bahia que saiu de 37% de reservas para os atuais 51%, no período de 2012 a 2015.

Agência CNM, com informações da Agência Câmara

 


Notícias relacionadas