Home / Comunicação / MMM foi apresentado durante o Seminário Estadual de Mulheres na Política para Mulheres

Notícias

16/03/2018

Compartilhe esta notícia:

MMM foi apresentado durante o Seminário Estadual de Mulheres na Política para Mulheres

16032018 Reunião do MMM na FecamNo mês da mulher, a Federação Catarinense de Municípios (Fecam) promove o I Seminário Estadual de Mulheres na Política e Política para as Mulheres. O evento ocorrido nos dias 15 e 16 de março, em Bombinhas (SC), contou com a presença da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e do Movimento Mulheres Municipalistas (MMM), que foi apresentado durante a programação na plenária Experiência de Organizações e/ou Movimentos das Mulheres.

A prefeita de Monteiro Lobato (SP), Daniela Brito, apresentou o MMM aos participantes do evento. Lançado em 2017, o movimento pioneiro busca reconhecer o valor do trabalho das lideranças femininas e incentivar a inclusão das mulheres na gestão pública municipal. Integrante do MMM e representante da Associação Paulista de Municípios (APM), a gestora salientou o aumento da participação feminina na Política da CNM.

Também falou do trabalho da liderança feminina municipalista junto à bancada feminina no Congresso Nacional e nos projetos sociais liderados pela Confederação como, por exemplo, Municípios Doadores, Reinserir e Mulheres Seguras. Além da prefeita, a técnica em Educação da CNM, Carla Estefanía Albert, também participou do evento. 

Com objetivo de discutir os espaços de empoderamento político feminino e as políticas públicas voltadas às Mulheres nos Municípios Catarinenses, a primeira edição do seminário foi promovida, com apoio da prefeitura de Bombinhas e a organização da Escola de Gestão Pública Municipal (EGEM). “Temos que sair do empobrecimento que nos colocaram culturalmente, de achar que não somos capazes, que não temos poder, nós temos sim, só temos que ocupar o nosso espaço, não podemos deixar as cadeiras vazias”, refletiu a presidente da Fecam, Sisi Blind. Já a prefeita de Bombinhas, Ana Paula Silva, destacou que a participação feminina na política ainda é muito pequena, quase inexpressiva. “Precisamos da força da mulher para fazer a transformação que nosso pais está precisando”, disse.

Com informações da Fecam


Notícias relacionadas