Home / Comunicação / Municípios da Rota das Missões serão beneficiados com edital do BID de R$ 2 milhões

Notícias

01/08/2019

Compartilhe esta notícia:

Municípios da Rota das Missões serão beneficiados com edital do BID de R$ 2 milhões

Jefferson Bernardes/Banco de imagens MTur DestinosMunicípios que compõem a Rota das Missões serão beneficiados por edital de R$ 2 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O certame selecionará o melhor modelo de gestão para desenvolver o roteiro de turismo religioso que une Brasil, Paraguai, Uruguai, Argentina e Bolívia. O vencedor terá de criar um plano de comunicação, marketing e imagem, além de um concurso destinado à seleção de projetos privados de caráter inovador, voltados especialmente a microempreendedores individuais, pequenas empresas e startups ligadas ao turismo na região.

Ao menos 26 Municípios do Rio Grande do Sul (RS) integram a rota no Brasil, e são representados pela Associação dos Municípios das Missões (AMM), que trabalha pelo crescimento econômico e social da região. Além da experiência religiosa, os locais reúnem gastronomia, festividades e gastronomia. O Caminho das Missões Jesuíticas conecta ainda 19 ícones da história da colonização jesuítica, reconhecidos pela Unesco como patrimônios mundiais, além de sete áreas naturais protegidas.

Os interessados em participar do edital devem apresentar propostas até as 16 horas de segunda-feira, 5 de agosto. Para estimular o desenvolvimento do roteiro, o Ministério do Turismo afirma que articula junto ao BID um investimento de 100 milhões de dólares. “Vamos trabalhar para consolidar a rota no mercado internacional de viagens, com a oferta de roteiros integrados, para atrair mais visitantes estrangeiros, melhorar a conectividade entre os nossos países vizinhos e gerar emprego e renda”, avaliou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O BID classifica o Corredor das Missões Jesuíticas como um dos mais amplos do mundo, equiparável ao peso histórico e cultural da Rota da Seda (Ásia), da Ferrovia Transiberiana e da Rota 66 norte-americana. De acordo com o banco, o projeto foi identificado como uma oportunidade de impulsionar o desenvolvimento turístico regional. Segundo o ministério, o turismo religioso faz circular 4,4 bilhões de dólares por ano no mundo. No Brasil, o segmento movimenta anualmente R$ 15 bilhões.

Da Agência CNM de Notícias, com informações do Ministério do Turismo
Foto: Jefferson Bernardes/Banco de imagens MTur Destinos


Notícias relacionadas