Home / Comunicação / No Dia Internacional do Migrante, CNM lembra processo de interiorização

Notícias

18/12/2019

Compartilhe esta notícia:

No Dia Internacional do Migrante, CNM lembra processo de interiorização

ONU DivulgacaoNesta quarta-feira, 18 de dezembro, celebra-se o Dia Internacional do Migrante, data proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em referência à data, o secretário-geral da ONU, Antonio Gutierres, lembrou que “todos os migrantes têm direito a proteção igual de todos os direitos humanos”. Ele ainda aproveitou a ocasião para fazer um pedido à comunidade internacional: “convido os líderes e as pessoas de todo o mundo para darem vida ao Pacto Global, para que a migração funcione para todos”. Assista à mensagem.

A área Internacional da Confederação Nacional de Municípios (CNM) lembra que o migrante é aquele que decide mudar-se para outro lugar por período indeterminado ou temporário, em busca de um novo lar, trabalho, estudo ou por qualquer outra motivação com o objetivo de melhorar sua qualidade de vida.

Nesse aspecto, dois conceitos se confundem, o de migrante e o de refugiado. Enquanto o migrante sai de seu país em busca de oportunidades, os refugiados são pessoas que deixam seus países para escapar de situações extremas, como guerra, perseguição – política, religiosa, cultural, por exemplo – e terrorismo.

Migração venezuelana
Atualmente, a Venezuela passa por um momento sensível de instabilidade política, causando desequilíbrios sociais, econômicos e alta inflação. O cenário impulsionou o êxodo de famílias inteiras em busca de melhores condições de vida em outros países.

Apesar de as nações vizinhas com idioma espanhol terem recebido o maior fluxo de venezuelanos, diariamente centenas de pessoas cruzam a fronteira com o Brasil. A quantidade de migrantes tende a aumentar em 2020, tornando o país o terceiro que mais recebe famílias da Venezuela – atualmente, o Brasil ocupa a quinta posição.

Campanha
Em busca de soluções para a crise migratória, a CNM trabalha em conjunto com o governo federal e a ONU. O objetivo da campanha Interiorização +Humana é promover o acolhimento e a inserção social e laboral dos migrantes nos Municípios brasileiros.

Da Agência CNM de Notícias

Foto: ONU/Divulgação


Notícias relacionadas