Home / Comunicação / Nove Municípios concorrem ao prêmio APS Forte; resultado sai em 29 de outubro

Notícias

18/10/2019

Compartilhe esta notícia:

Nove Municípios concorrem ao prêmio APS Forte; resultado sai em 29 de outubro

DivulgaçãoO Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal divulgou as onze experiências na área de saúde finalistas da iniciativa. Nove delas são de Municípios. As ações selecionadas melhoram o acesso da população ao Sistema Único de Saúde (SUS), priorizando e reforçando o papel da Atenção Primária à Saúde (APS) como porta de entrada prioritária e coordenadora da atenção no sistema.

No total, a premiação registrou 1.294 estratégias adotadas para melhorar a saúde da população. Para a primeira fase da seleção, foram selecionadas 946. Dessas, 135 seguiram indicadas para o prêmio. A seleção engloba práticas das cinco regiões do Brasil. O resultado final – das três vencedoras – será anunciado em 29 de outubro, na Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (Opas), em Brasília.

Os Municípios de Abaetetuba (PA), Doresópolis (MG), Jaraguá do Sul (SC), Mombaça (CE), Salgueiro (RJ), Santo Antônio do Monte (MG), São Paulo (SP), Senador Canedo (GO) e Tefé (AM) estão entre os finalistas, ao lado dos Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Informações sobre as propostas selecionadas para o Prêmio APS estão disponíveis no portal da iniciativa.

Os vencedores vão conhecer uma experiência internacional de rede de atenção à saúde focado na Atenção Primária à Saúde (APS). O objetivo do prêmio é valorizar, sistematizar e divulgar experiências que ampliam o acesso do cidadão ao SUS.

A análise técnica das experiências inscritas ficou a cargo de um grupo de trabalho composto por gestores, profissionais de saúde, acadêmicos, especialistas nacionais e internacionais, convidados da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (Saps/MS) e da OPAS Brasil.

As experiências aprovadas pelos jurados técnicos a partir da primeira fase vão compor o NavegadorSUS – publicação técnica eletrônica editada pela OPAS e o Ministério da Saúde. As três práticas vencedoras estarão, ainda, sistematizadas em livro no formato de estudos de caso.

Da Agência CNM de Notícias, com informações da Ascom SAPS/Portal da Inovação


Notícias relacionadas