Home / Comunicação / Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis tem nova plataforma

Notícias

06/11/2020

Compartilhe esta notícia:

Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis tem nova plataforma

06112020 OICS OBSERVATORIOA nova plataforma do Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (Oics) foi lançada na quinta-feira, 5 de novembro, pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE). Desenvolvido no âmbito do CITinova, projeto multilateral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), o Observatório tem o objetivo de disseminar conteúdo e apoiar a tomada de decisão baseada em evidências, com foco nos gestores municipais.

Virtual, gratuita e colaborativa, a plataforma possibilita a participação de todos para a construção de Municípios mais sustentáveis. O Oics tem a função de monitorar, organizar e exibir soluções inovadoras e sustentáveis contextualizadas no território nacional por meio de tipologias de cidades-região. Assim, o Observatório identifica e promove soluções locais, regionais, nacionais e internacionais para replicar inovações e fomentar políticas públicas, com o objetivo de promoção da sustentabilidade nos Municípios brasileiros, por meio de tecnologias inovadoras e do planejamento urbano integrado.

Durante o lançamento, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) foi citada como entidade importante para disseminação das informações e compartilhamento das experiências municipais bem sucedidas. A CNM avalia que a plataforma pode ser um útil instrumento de gestão para os Municípios.

Observatório
As propostas mapeadas na plataforma são classificadas em seis eixos: mobilidade de baixo carbono e acesso à cidade; energia renovável, descentralizada e eficiente; ambiente construído de baixo carbono e de interesse social; resíduos sólidos, economia circular e tratamento eficiente; água limpa acessível e usada racionalmente e saneamento descentralizado e eficiente; e soluções baseadas na natureza, infraestrutura verde e azul para maior resiliência às mudanças climáticas.

Os usuários podem incluir soluções e estudos de caso de alternativas para estimular a sustentabilidade urbana. As soluções são modelos replicáveis de alternativas sustentáveis para desafios urbanos, enquanto que os estudos de caso são aplicações práticas de soluções, detalhando contextos e implicações. Até o momento já foram incluídas 578 iniciativas, com 222 soluções e 356 estudos de caso.

O objetivo é conectar o setor público e privado, a academia e a sociedade civil na identificação e desenvolvimento de soluções inovadoras para as cidades brasileiras. Também é possível o cadastro para empreendedores divulgarem os seus produtos e serviços em um grande movimento em prol de maior sustentabilidade para os Municípios brasileiros.

A nova plataforma reunirá um banco de dados de soluções inovadoras para consulta nos temas relacionados à sustentabilidade urbana; um mapa dinâmico, para cruzar as informações das soluções com as características sociodemográficas e ambientais dos diferentes tipos de território que compõem o Brasil; publicações relacionadas aos temas e trabalhos desenvolvidos; informações sobre o andamento dos pilotos do projeto CITinova (Brasília e Recife); e notícias sobre eventos e atualidades que envolvem sustentabilidade.

Projeto CITinova
Com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês), o CITinova é um projeto multilateral realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e executado em parceria com o CGEE, o Programa Cidades Sustentáveis (PCS), a Agência Recife para Inovação e Estratégia (Aries), o Porto Digital e a Secretaria do Meio Ambiente do Distrito Federal (Sema/DF).

Da Agência CNM de Notícias, com informações do MCTI e CGEE


Notícias relacionadas