Home / Comunicação / Participantes de seminário de turismo recebem orientações para marketing e financiamento do setor

Notícias

11/10/2019

Compartilhe esta notícia:

Participantes de seminário de turismo recebem orientações para marketing e financiamento do setor

11102019 Turismo MaragogiO que o recolhimento do Imposto Sobre Serviços (ISS), a alegria do povo brasileiro, a abertura de linhas de financiamento e a gastronomia regional têm em comum? O incentivo ao turismo. Para orientar prefeitos, vice-prefeitos, secretários e servidores municipais sobre as ações do setor, representantes de empresas do trade turístico e órgãos federais e municipais se revezaram em uma sequência de apresentações no segundo dia do II Seminário Nacional de Governança para o Turismo: desafio para o desenvolvimento sustentável nos Municípios.

O evento, realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), em parceria com a Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM) e a prefeitura de Maragogi, em Alagoas, termina neste sábado, 12 de outubro, às 12h com a visita técnica às piscinas naturais da cidade.

O passeio vai fechar, com chave de ouro, dois dias de trocas de conhecimento e experiências. Também foi a oportunidade de os gestores se aproximarem de instituições como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), a CVC e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Motivação
Com uma palestra emocionante e inspiradora, o secretário de Turismo de Canela, no Rio Grande do Sul, Ângelo Sanches, arrancou aplausos da plateia. Ao mostrar como o Município gaúcho passou a dividir com a vizinha mais famosa, Gramado, o interesse dos turistas, o gestor incentivou os presentes a investirem nas pessoas e não só em equipamentos e infraestrutura. “Os prestadores de serviço de vocês sabem como entreter as pessoas e estão preparados para recebê-las? Não vai ter outra nação para competir com a gente se valorizarmos o que temos de melhor, o brasileiro. Temos que aprender a fazer turismo de humano para humano”, provocou.

Sanches também dividiu histórias pessoais e fez um alerta. “Aprendemos a explorar o turismo e não o turista. Quando ele não se sente explorado, ele se torna fiel. Trabalhamos com sonhos e não podemos tornar a experiência deles um pesadelo”, afirmou. Assim, concluiu que é preciso receber, hospedar, alimentar, entreter e despedir-se com cuidado. E, para falar da dedicação dos Municípios aos turistas, os prefeitos de Marechal Deodoro (AL), Cláudio da Costa; de Maragogi, Fernando Sérgio Lira.

11102019 Turismo Maragogi 2Também defenderam seus diferenciais os secretários de Turismo de Barreirinhas (MA), Virlene Camargo; de Nova Petrópolis (RS), Paulo Stadt; e de Parauapebas (PA), Marcos Alexandre. Além dos representantes das pastas de Meio Ambiente de Tamandaré (PE), Manoel Pedrosa; e de Turismo e Meio Ambiente de Jijoca de Jericoacoara (CE), Ricardo Gusso. Eles subiram ao palco e mostraram, orgulhosos de seus bens culturais, naturais e materiais, todo o potencial e estratégias do Município.

Cláudio da Costa, por exemplo, falou da estrutura turística de Marechal e das iniciativas do Executivo local. “Uma das ações que fiz assim que entrei foi alterar a cobrança [alíquota] do ISS. Empresário local que emprega paga a 2,1. Era 3,5 quando assumimos a gestão. Assim, incentivamos emprego e renda”, revelou.

CVC, BNDES e Banco do Nordeste
Sobre financiamento e marketing para o turismo, foram convidados para compor as mesas Claiton Armelin, da CVC; Arthur Grimaldi, da Embratur; e o BNDES e o Banco do Nordeste (BNB). Eliezer Nascimento, do BNDES, citou oportunidades da instituição financeiro para os gestores públicos e empresas que querem fazer investimentos. “No que diz respeito à infraestrutura turística, vocês têm no BNDES um apoiador. E lembrem que o que a gente quer de bom para o nosso Município, devemos querer também para o vizinho”, aconselhou.

11102019 Turismo Maragogi 3Em seguida, Marcel Henrique Alves, do BNB, discorreu de forma semelhante, convidando os gestores a entrarem em contato para oportunidades. O presidente da CNM, Glademir Aroldi, que acompanhou a mesa, destacou a importância dos bancos para o desenvolvimento. “É importante lutarmos por essas instituições que ajudam a fomentar o investimento no setor em todo o Brasil e no Nordeste. O governo precisar dar as condições necessárias”, opinou.

Com apresentações voltadas para o setor de meio ambiente, participaram o gerente de projetos do Instituto Semeia, Victor Hugo; os diretores do ICMBio Marcos Pereira e Marcos Venâncio; e o assessor do Instituto de Meio Ambiente (IMA) de Alagoas Alex Nazário. Fecham a lista de palestrantes o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Miguel Proença; o representante da Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva (Anepe), Marcos Glueck; a secretária nacional do Ministério da Cidadania Rita Passos; Josenildo Santos e Edgar Santos, da Associação de Secretários e Dirigentes de Turismo de Pernambuco (Astur/PE); e Tedd Albuquerque e Adriana Araújo, do Projeto Bambu – fonte de sustentabilidade e pertencimento.

Confira galeria de fotos da sexta-feira, 11 de outubro.

Leia mais:

Glademir Aroldi prestigia Seminário de Governança para o Turismo e apresenta pauta municipalista

Municípios devem apostar em cultura, arte e associativismo para fomentar turismo

Primeira mesa técnica do Seminário de Governança para Turismo valoriza números e boas práticas

ICMBio, Embratur e governo estadual de Alagoas destacam potencial turístico em abertura de seminário


Por Amanda Maia
Fotos: Amanda Maia/Ag. CNM
Da Agência CNM de Notícias

 


Notícias relacionadas