Home / Comunicação / Prefeito de Carmo do Paranaíba (MG) compartilha experiência de ingressar no Mapa do Turismo

Notícias

30/09/2019

Compartilhe esta notícia:

Prefeito de Carmo do Paranaíba (MG) compartilha experiência de ingressar no Mapa do Turismo

MTurLocalizado no interior de Minas Gerais, em uma região do Cerrado, Carmo do Paranaíba não fica na serra, está distante do mar, não tem lago e nem é cidade histórica, atrativos que costumam fomentar o turismo no Estado. Apesar disso, após dois anos de trabalho da prefeitura com apoio de organizações parceiras, como a Confederação Nacional Municípios (CNM) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Município conseguiu ingressar no Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021.

“Turismo é indústria e serviço, de muita valia para os Municípios. Mas é fundamental capacitar as pessoas para transformar a cidade em polo e, no nosso caso, incrementar comércio e artesanato”, ressalta o prefeito César Caetano Filho. Ele conta que Carmo esteve no Mapa até 2009 e, desde que ele assumiu, em 2017, havia intenção de modernizar a cidade e buscar alternativas econômicas à agricultura e à pecuária, principais atividades da região.

Com estudos técnicos, levantaram os diferenciais a serem explorados. “Temos desejo de construir um mercadão municipal para preservar a cultura típica do nosso Estado, a mineiridade. O queijo e o café são produtos típicos premiados em diversos países”, exemplifica. O gestor lembra que, ao entrar no mapeamento nacional, o Município tem seu potencial turístico reconhecido e recebe, com prioridade, investimentos de programas federais, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos.

Ao todo, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do país foram validadas pelo Ministério do Turismo (MTur) e incluídas na atualização da plataforma. Enquadrado na categoria D do Mapa, na região turística Caminhos do Cerrado – que abrange os Municípios de Patrocínio, Serra do Salitre, Rio Paranaíba e São Gotardo –, Carmo do Paranaíba recebeu 18.428 visitantes domésticos e 341 visitantes internacionais, segundo dados da pasta.

Seminário de Governança
Por meio da área técnica de Turismo, a CNM contribuiu com o processo. “Receber esse selo do Ministério do Turismo é, em grande parte, um reconhecimento ao trabalho da CNM, para que pudéssemos chegar nesse ponto. Os técnicos nos deram dicas e indicaram caminhos”, agradece César Caetano Filho. Neste ano, a entidade realiza três edições do Seminário Nacional de Governança para o Turismo: desafio para o desenvolvimento sustentável nos Municípios para garantir que outros gestores tenham a mesma oportunidade.

Em junho, houve a primeira edição, em Capitólio (MG); a segunda será em Maragogi (AL) entre 10 e 12 de outubro; e a terceira em Terezópolis de Goiás (GO) de 21 a 23 de novembro. “Em um encontro desses, você tem uma diversidade de ideias, pessoas, experiências, dificuldades e êxitos. É sempre valoroso para nós participar. Capitólio foi de muita importância por ser Minas Gerais e para vermos que muitos Municípios querem ingressar no Mapa, mas as barreiras são grandes”, recorda.

Segundo o prefeito, em Maragogi, ele poderá compartilhar o início de um processo. “Estamos plantando semente para que, daqui uns cinco anos, Carmo se torne polo da mineiridade no Alto Paranaíba”, completa. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site. Os custos com a viagem são de responsabilidade dos participantes.

Por Amanda Maia

Foto: Ministério do Turismo

Da Agência CNM de Notícias

Leia também

Terezópolis de Goiás vai sediar maior seminário de governança em turismo do Estado


Notícias relacionadas