Home / Comunicação / Prêmio interamericano de boas práticas para a liderança feminina está com inscrições abertas

Notícias

03/02/2022

Compartilhe esta notícia:

Prêmio interamericano de boas práticas para a liderança feminina está com inscrições abertas

maxresdefaultA Confederação Nacional de Municípios (CNM) chama a atenção das gestoras municipais para o Prêmio Interamericano de Boas Práticas para a Liderança da Mulher. As ações interessadas podem enviar candidaturas até 30 de abril de 2022. Podem participar instituições governamentais, administrações públicas nacionais ou subnacionais, bem como empresas do setor privado e organizações da sociedade civil, pertencentes a qualquer país das Américas e do Caribe.

O prêmio interamericano tem por objetivo identificar, reconhecer e divulgar práticas inovadoras voltadas para apoiar e fortalecer a liderança das mulheres em diferentes esferas de poder e decisão; destacar as lideranças que promovem a plena participação das mulheres na espaços de decisão; estimular compromissos e ações concretas de apoio à lideranças feminina em toda a região. Além disso, propõe gerar debate, conscientização e conversa pública sobre responsabilidade setor/público e privado em relação à liderança das mulheres e compilar as iniciativas para criar um banco de boas experiência sobre liderança e empoderamento das mulheres em espaços de decisão.

O prêmio é uma iniciativa interinstitucional das organizações membros da Força-Tarefa Interamericana sobre Liderança da Mulher, entre eles, a Comissão Interamericana de Mulheres (CIM), a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Secretaria-Geral Ibero-Americana (SEGIB), ParlAmericas, International IDEA, junto com duas organizações da sociedade civil: Mulheres na Liderança do Caribe (CIWiL) e o Comitê Latino-Americano e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher (CLADEM), conta com o apoio do Governo do Canadá, da Secretaria de Cúpulas das Américas e a colaboração do Departamento de Gestão Pública Eficaz (DGPE) da OEA.

Da Agência CNM de Notícias, com informações do Task Force Interamerican 


Notícias relacionadas