Home / Comunicação / Prêmio reconhece ações de preservação do patrimônio, de relevância pública

Notícias

04/03/2016

Compartilhe esta notícia:

Prêmio reconhece ações de preservação do patrimônio, de relevância pública

DivulgaçãoReconhecer e premiar à promoção de ações de preservação do patrimônio – que tenham relevância pública – é o objetivo do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Os interessados em participar da premiação podem inscrever iniciativa até dia 25 de abril.

Pessoas físicas ou jurídicas, públicas ou privadas que tenham desenvolvido projetos de proteção patrimonial em território nacional podem participar do prêmio. As ações em de desenvolvimento também podem ser inscritas. O processo de inscrição para a 29.ª edição propõe contemplar oito projetos com o valor de R$ 30 mil, quatro em cada uma das duas categorias:

  1. Iniciativas de excelência em técnicas de preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural: visa valorizar e promover iniciativas de excelência em preservação e salvaguarda, envolvendo identificação, reconhecimento e salvaguarda; pesquisas; projetos, obras e medidas de conservação e restauro.
  2. Iniciativas de excelência em promoção e gestão compartilhada do Patrimônio Cultural: visa valorizar e promover iniciativas referenciais que demonstrem o compromisso e a responsabilidade compartilhada para com a preservação do patrimônio cultural brasileiro, envolvendo todos os campos da preservação e oriundas do setor público, do setor privado e das comunidades.

O edital contempla a diversidade das expressões culturais, e as iniciativas podem ser apresentada por diversos meios, desde que acompanhadas da ficha de inscrição preenchida corretamente. Como por exemplo: vídeos, dossiês impressos, projetos escritos, material iconográfico, registro de resultados, etc. Dentre os objetivos do Prêmio está o fortalecimento da gestão compartilhada dos entes sociais com as empresas privadas, as secretarias municipais e estaduais que desenvolvam ações nesta área, gestores públicos e outras instituições.

As inscrições devem ser efetuadas por meio de ficha disponibilizada nas unidades do Iphan ou no www.iphan.gov.br.

Agência CNM, com informações do Iphan


Notícias relacionadas