Home / Comunicação / Recursos liberados para o Turismo, de R$ 243 milhões, devem ser aplicados ainda este ano

Notícias

03/12/2018

Compartilhe esta notícia:

Recursos liberados para o Turismo, de R$ 243 milhões, devem ser aplicados ainda este ano

MTur Mais R$ 243 milhões para o Turismo foram liberados e devem ser aplicados ainda este ano, para financiamento do setor de viagens e turismo. Com a verba destinada ao Fundo Geral de Turismo (Fungetur), gerenciado pelo Ministério do Turismo, o orçamento da área sobe dos atuais R$ 43,2 milhões para cerca de R$ 286,4 milhões. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) acredita que a verba vai impulsionar iniciativas e projetos em diversas localidades do país.

Os recursos suplementares devem ser ampliados no atendimento a projetos de reforma, modernização, ampliação e aquisição de equipamentos para hotéis, bares, restaurantes, parques temáticos, centros de convenções, agências e transportadores turísticos, entre outros negócios do setor. A verba será partilhada entre os agentes financeiros que operam as linhas de crédito do Fungetur, que tem buscado se consolidar como uma importante alavanca para o desenvolvimento da atividade turística

“Temos atuado fortemente para facilitar o acesso ao crédito para empresas que querem e precisam desse investimento para crescer, aprimorar seus negócios e gerar mais empregos no país”, afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Entre janeiro e outubro deste ano, segundo balanço da Fungetur, foram contratados nos oito agentes financeiros credenciados cerca de R$ 53,7 milhões por empreendimentos turísticos privados, o equivalente a 166,8% da meta estabelecida.

Os projetos contemplados devem gerar 1.467 novos postos de trabalho, atendendo a um dos objetivos atrelados à ação do fundo, que é a geração de empregos por meio do turismo. Quando se considera os recursos repassados no biênio 2017/2018, a verba liberada soma R$ 110 milhões e financiaram empreendimentos localizados em oito Estados. O valor máximo do empréstimo é de R$ 10 milhões para atendimento a micro, médias e pequenas empresas.

De acordo com a área técnica de Turismo da CNM, mesmo que os recursos sejam direcionados à iniciativa privada, é muito interessante que os Municípios compartilhem a informação, em especial junto aos Conselhos Municipais de Turismo. A entidade destaca ainda: o recurso fomenta a cadeia produtiva do turismo composta por prestadores de serviços turísticos em geral, o que supre uma lacuna importante para o desenvolvimento da atividade turística nos Municípios. Municípios e empresários unidos em prol do desenvolvimento.

Mais informações, acesse o site.

Da Agência CNM, com informações do MTur


Notícias relacionadas