Home / Comunicação / Representantes do BB pedem que movimentação de recursos do Fundeb continuem pela instituição financeira

Notícias

15/09/2021

Compartilhe esta notícia:

Representantes do BB pedem que movimentação de recursos do Fundeb continuem pela instituição financeira

WhatsApp Image 2021 09 15 at 14.45.16Atendendo à solicitação de audiência feita do Banco do Brasil (BB), o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, recebeu nesta terça-feira, 14 de setembro, na sede da entidade, representantes da instituição financeira para tratar dispositivo da Lei 14.113/2020 do novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Os visitantes solicitaram ao líder municipalista atuação pela manutenção da obrigatoriedade de a movimentação dos recursos do Fundeb ocorrer apenas pelo BB e Caixa Econômica Federal (CEF).

De acordo com a Lei, que precisa ser regulamentada até o dia 31 de outubro deste ano, os recursos procedentes do Fundeb serão distribuídos de forma automática - sem necessidade de autorização ou convênios para esse fim - e periódica, mediante crédito na conta específica de cada governo estadual e municipal. Na ocasião, o gerente - executivo do BB, Luiz Gustavo Hokumura e o diretor - executivo Luiz Batista solicitaram o apoio da CNM pela manutenção dessa obrigatoriedade.

A entidade tem atuado pela aprovação do Projeto de Lei (PL) 2.751/2021, que trata da regulamentação do Fundeb e tem como autor da proposta o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS). A CNM propôs a retirada da obrigatoriedade da movimentação dos recursos no BB e na CEF por conta de problemas que ocorreram com os Municípios e com os servidores da Educação em razão do fechamento de agências no interior. Nessas situações, o servidor teve que solicitar a portabilidade da conta.

Além desse ponto, a Confederação enfatizou que milhares de Municípios fizeram a venda da folha de pagamento para bancos privados. Com a Lei 14.113/2020, essas instituições financeiras privadas estão procurando os gestores para renegociarem a venda da folha do magistério, já que a legislação estabelece que os recursos da folha do magistério têm que ser movimentados pelo BB e CEF. A Confederação e os representantes do BB devem se reunir novamente para tratar desse ponto e de outras demandas municipais.

Leia também:

Lei do Fundeb determina movimentação de recursos somente em contas do BB e da Caixa


Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas