Home / Comunicação / Roda de Conhecimento orienta como elaborar relatório de gestão na área de assistência social

Notícias

03/12/2020

Compartilhe esta notícia:

Roda de Conhecimento orienta como elaborar relatório de gestão na área de assistência social

assistencia social2 A gestão municipal se prepara para o encerramento de mandato e a equipe de transição já se une à atual para entender processos e estar por dentro de cada detalhe dos últimos quatro anos. Para auxiliar ainda mais a equipe, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) promoveu, nesta quinta-feira, 3 de dezembro, mais uma edição da Roda de Conhecimento.

Na oportunidade a consultora em Assistência Social da entidade, Rosângela Ribeiro, acompanhada do analista técnico em Contabilidade da CNM, Marcus Vinícius, reforçaram a importância da elaboração de relatório de gestão na transição pós eleição na área de assistência social. “O relatório permite a qualquer trabalhador que integra a equipe um conhecimento amplo e específico do fazer em assistência social no Município. Por isso é importante reunir estas informações e repassar aos nossos colegas, como forma, especialmente, de garantir à população o acesso a serviços que eles têm”, complementa Rosângela

A elaboração de um relatório de gestão é uma obrigação legal, especialmente para dar transparência aos processos da área de assistência social. “É uma forma de prestar contas especialmente para a população, para o conselho, para iniciar no processo de que a transparência é uma obrigação. Agora, na pandemia, é que temos que nos esforçar ainda mais que os atos sejam de livre consulta pelos cidadãos”, lembra Marcus Vinícius.

Como elaborar
O relatório é tido como um documento oficial e engloba várias áreas da administração municipal. Ele deve conter a apresentação e o objetivo do relatório, além de outros diversos elementos. Ao ser finalizado, o documento deve ser apresentado ao atual gestor. “Este processo de uma guarda documental correta, bem ampla e estruturada é fundamental para o que vamos viver em 2021, especialmente sobre a prestação de contas. Foram recursos diferenciados, finalidades diferentes que exigem cautela, organização. O ano de 2021 não vai ser fácil, vai ser extremamente desafiador e nós precisamos nos organizar”, lembra a consultora da CNM.

Para tanto alguns pontos ressaltados pelo analista técnico da CNM reforçam os cuidados que devem ser levados em conta na hora de se elaborar o relatório. “É necessário identificar tudo o que foi feito com o recurso disponibilizado, colocando de forma clara e sucinta para fortalecer a política de assistência social. Depois é visualizar o quanto foi feito com o orçamento que foi destinado, como ele foi distribuído. Para que a política seja fortalecida é necessário mostrar todo o processo de construção da política, quanto foi recebido, para depois no momento da elaboração de uma Lei Orçamentária Anual (LOA) se tenha mais elementos para garantir mais recursos para assistência social. Ou seja, é necessário mostrar que o que fizemos chegou lá na ponta”, lembra Marcus.

Para orientar os gestores municipais neste processo, a CNM disponibiliza uma cartilha no conteúdo exclusivo da entidade. Para ter acesso é necessário entrar com login e senha disponibilizado ao gestor de Municípios filiado à CNM. 

Confira como foi a Roda de Conhecimento:

 

Por: Lívia Villela

Da Agência CNM de Notícias 


Notícias relacionadas