Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a política de privacidade e política de cookies.

Home / Comunicação / São Bartolomeu, em Ouro Preto (MG), disputa o título de melhor vila turística do mundo

Notícias

08/10/2021

Compartilhe esta notícia:

São Bartolomeu, em Ouro Preto (MG), disputa o título de melhor vila turística do mundo

dfghjk 1O distrito de São Bartolomeu, em Ouro Preto (MG), disputa o título de melhor vila turística do mundo, e, atentos às medidas de segurança e de controle da Covid-19, a região voltou a receber turistas. A potencialidade é o destino rural, que está entre os três selecionados do concurso promovido pela Organização Mundial do Turismo da Organização das Nações Unidas (OMT/ONU).

O objetivo do concurso é identificar aldeias ou vilarejos, em povoados ou cidades de pequeno porte, que adotem estratégias inovadoras e transformadoras para o turismo em áreas rurais, alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os ODS apresentam um conjunto de metas para o desenvolvimento humano, como a redução das desigualdades, padrões sustentáveis de produção e de consumo e crescimento econômico inclusivo.

Segundo o agente de turismo local, Marco Aurélio Mota, “houve um aumento de turistas querendo conhecer São Bartolomeu, tanto dia de semana quanto nos finais de semana. A partir daí vimos que o distrito não está totalmente preparado, tanto no comércio quanto em serviços de hospedagem e infraestrutura”. No entanto, a alegria pela grande procura divide espaço com a insegurança quanto a preservação do Patrimônio e do meio ambiente do vilarejo, quando falta infraestrutura.

A área técnica de Turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta sobre a importância da capacidade de carga turística, que é o instrumento de manejo aplicado em estratégias de controle de fluxos turísticos em áreas naturais. Vale explicar que capacidade de carga turística, para o planejamento do turismo, significa estudar o perfil do destino para identificar a quantidade de visitantes que comporta sem depreciar o patrimônio.

Diante disso, a área destaca: o planejamento da atividade deve considerar a população e as relações locais, pois, como atividade econômica, irá impactar a estrutura e serviços municipais e a vida dos residentes. Para desenvolver a atividade turística como vetor econômico local e regional, é preciso mapear os diferentes cenários, estabelecer estratégias e entender a capacidade local para o turismo.

Também é importante lembrar que em períodos de alta estação o turismo pode elevar o número de pessoas e visitantes no Município, somadas as visitas de familiares e os munícipes residentes. os gestores que desejam impulsionar a atividade turística podem contar com os materiais disponibilizados pela CNM sobre planejamento turístico e capacidade de carga. 


Da Agência CNM de Notícias, com informações do Estado de Minas


Notícias relacionadas