Home / Comunicação / Segunda edição dos Seminários Técnicos CNM destaca gestão municipal na assistência social

Notícias

10/03/2022

Compartilhe esta notícia:

Segunda edição dos Seminários Técnicos CNM destaca gestão municipal na assistência social

10032022 seminariosO Seminário Técnico desta quinta-feira, 10 de março, trouxe a segunda edição do debate sobre a Política de Assistência Social: Gestão Municipal e Auxílio Brasil. Promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), os Seminários Técnicos são realizados de forma on-line e têm como objetivo orientar o trabalho da gestão municipal.

Iniciando com a temática Auxílio Brasil, pela manhã, a consultora em Assistência Social da CNM, Rosângela Ribeiro, apresentou o marco regulatório do programa. Dentro do Auxílio Brasil, há a Cesta Raiz de Benefícios, que são benefícios em que as famílias podem receber de forma acumulativa, e estão dispostos na MP 1075/2021 que foi exemplificada pela consultora.

Entre os benefícios estão o da Primeira Infância (BPI), de Composição Familiar (BCF) e da Extrema Pobreza. Além disso, a técnica do Município de Picuí (PB) e assessora do Colegiado Estadual de Gestores Municipais do Rio Grande do Norte (COEGEMAS/RN), Jucilene da Costa Barbosa, ressalta que há o auxílio extraordinário. “São R$ 400 que o governo vai pagar até dezembro. Uma questão importante é que as gestantes, a assistência não vai precisar informar. Outro ponto que eu queria destacar é no benefício da composição familiar, a Medida Provisória dizia que jovens de 18 a 22 anos precisam estar matriculados. Quando saiu a Lei 14.284, ela traz que podem estar matriculados ou que tenham concluído a educação básica. Foi uma mudança que a lei trouxe e é uma ampliação que tivemos neste público”, finaliza.

Sobre o auxílio extraordinário, Rosângela Ribeiro diz que é necessária atenção especial do gestor municipal. “Esse auxílio gera bastante necessidade de dedicação e paciência, já que tem que verificar artigo por artigo para ver se teve alguma mudança. Cada um dos auxílios vai ser regulamentado. Já tem parte na lei, mas não tem todo o conteúdo”, lembra.

Com o objetivo de orientar os gestores, a CNM disponibiliza um Perguntas e Respostas com informações acerca dos principais questionamentos promovidos pelos líderes locais.

Gestão Orçamentária e Financeira
A eficiência na gestão do recurso também foi um ponto importante abordado no período da tarde. O analista técnico da Assistência Social da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Arimateia Oliveira, tratou do ciclo de gestão do Suas e fez uma fala técnica, voltada para os recursos empregados na assistência social. "Conhecer o orçamento público é muito importante para que os nossos gestores possam fazer um bom trabalho", comentou.

O Sistema Único de Assistência Social (SUAS) integra uma política que visa a efetivação do Pacto Federativo e prevê uma organização participativa e descentralizada da assistência social, com ações voltadas para o fortalecimento da família. Diante disso, é preciso seguir uma série de observações para aplicação de recursos recebidos do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS), como por exemplo: seguir a Constituição Federal, a Lei 8742/1993, além de normas do Direito Financeiro (Lei 4320/1964), entre outras regras. "Nós não temos um percentual mínimo para a política de assistência social bem definido, como com a saúde e a educação, por exemplo. Por isso, precisamos conhecer e compreender o nosso orçamento", lembrou Arimateia.

Veja como foi a primeira edição do Seminário de Assistência Social, realizado em fevereiro. Clique aqui

Agendas
A CNM já disponibilizou no site oficial dos Seminários Técnicos, a programação para o mês de março. Lembrando que os seminários acontecem toda terça e quinta-feira, de forma on-line e com inscrição prévia. Os interessados podem acessar o site do evento para fazer a inscrição e acompanhar a programação.


Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas