Home / Comunicação / Semana do Meio Ambiente: Municípios investem em projetos de compostagem

Notícias

05/06/2020

Compartilhe esta notícia:

Semana do Meio Ambiente: Municípios investem em projetos de compostagem

05062020 CompostagemmPara reduzir o impacto ambiental da produção de resíduos, os Municípios estão adotando projetos pilotos de compostagem como uma forma de gerir os resíduos orgânicos de forma adequada. Na Semana do Meio Ambiente, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) apresenta boas práticas em modelos de compostagem implementados nos Municípios de Chapadão do Sul (MS) e de Assis Chateaubriand (PR). De acordo com a Lei 12.305/2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos determina que os Municípios implantem sistema de compostagem para resíduos sólidos orgânicos e articule com os agentes econômicos e sociais formas de utilização do composto produzido.

No entanto, os desafios são grandes quando se trata de fazer a compostagem dos resíduos orgânicos domiciliares, uma vez que a ausência de logística reversa adequada de pilhas, baterias e lâmpadas, por exemplo, contamina todos os resíduos e inviabiliza a compostagem em larga escala dos resíduos domiciliares. Apesar das dificuldades, muitos Municípios estão realizando diversos projetos que tornam a compostagem uma proposta inspiradora, seja apoiando projetos de compostagem pela população, sejam projetos em escolas, feiras e até mesmo Ponto de Entrega Voluntária de resíduos orgânicos.

As iniciativas estão crescendo mesmo com a pandemia, como é o caso do Município de Chapadão do Sul (MS), que aproveitou o período da pandemia do coronavírus para executar o planejamento e execução do Projeto de Compostagem Acelerada – Método Takakura.

Compostagem Acelerada

05062020 CompostagemmmDe acordo com a engenheira sanitarista e ambiental de Chapadão do Sul, Priscila Quevedo, o projeto foi aprovado em abril deste ano pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente por meio de vídeoconferência e com recurso do Fundo Municipal de Meio Ambiente será construída uma estufa para tratar 1 tonelada/dia utilizando o método Takakura. Este procedimento aproveita os micro-organismos já existentes nas sobras de comida, restos de frutas e verduras, para acelerar o processo e produzir o adubo em cerca de 30 dias.

Além disso, na Semana Mundial do Meio ambiente, a cidade de Chapadão do Sul lançou o vídeo da oficina compostagem Takakura, com o passo a passo para a população produzir sua composteira de baixíssimo custo. A produção será utilizada pelos professores para educação ambiental dos alunos, aproveitando a pandemia.

Compostagem em Escolas

05062020 Compostagem01Em Assis Chateaubriand (PR), o Programa Municipal de Compostagem Escolar teve início em agosto de 2019, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, com foco nas escolas municipais devido à alta geração de resíduos orgânicos e à necessidade de sensibilização dos alunos para o tema. Atualmente, são 9 escolas atendidas e todo o resíduo orgânico produzido é absorvido pelos reatores de compostagem, de modo que não há necessidade de destinar estes materiais para o aterro sanitário.

Ademais, é realizado um trabalho de sensibilização dos alunos para gestão adequada dos resíduos. Por isso, eles participam da montagem das estruturas e conseguem vislumbrar, na prática, o que acontece com os restos da merenda diária. Além disso, o restante do resíduos produzidos é direcionado para a associação de catadores de recicláveis. Dessa forma, com a adequada gestão dos resíduos, as escolas trilham o caminho para se tornarem "lixo zero".

De acordo com o engenheiro agrônomo da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Assis Chateaubriand, Vinícius Gomes, por ser uma metodologia simples, barata e muito eficiente, pode ser replicada e adequada para diferentes realidades, seja no campo ou na cidade. Especificamente na realidade da cidade paranaense, Gomes evidencia que o aterro sanitário está em vias de ser finalizado. Assim, quanto menos resíduo for enviado para o aterro como disposição final, melhor para o Município.

Semana Digital do Meio Ambiente

05062020 Compostagem02A compostagem também foi tema de algumas lives municipais da Semana Digital de Meio Ambiente (Sedima), que acontece até a próxima sexta-feira, 5 de junho. O tema é Os cuidados com o meio ambiente não estão em quarentena, com a transmissão on-line de debates diários sobre vários temas. A organização da Sedima é uma ação conjunta de técnicos e servidores dos órgãos ambientais de 11 Municípios sul-mato-grossenses (Chapadão do Sul, Deodápolis, Glória de Dourados, Rio Brilhante, Miranda, Angélica, Terenos, Bela Vista, Bataguassu, Laguna Carapã e Taquarussu) e além da compostagem, abordou temas como atuação dos conselhos de gestão ambiental, ICMS Ecológico, resíduos sólidos, consórcios intermunicipais, dentre outros.

Viabilidade

Compostagem é a técnica de aproveitamento de diversos tipos de materiais orgânicos de origem vegetal que, por meio de um processo de fermentação aeróbica, se transformam no composto orgânico. Ela pode ser feita em grande, média ou pequena escala, o que permite a realização em ambientes como uma propriedade rural, em centros de triagem, em escolas e até mesmo em um apartamento, diminuindo consideravelmente a quantidade de resíduos orgânicos que são destinados aos aterros sanitários.

 Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas