Home / Comunicação / Turismo para idosos cresce, movimentando o setor nos Municípios mesmo na baixa temporada

Notícias

21/02/2022

Compartilhe esta notícia:

Turismo para idosos cresce, movimentando o setor nos Municípios mesmo na baixa temporada

WhatsApp Image 2022 02 21 at 17.23.49A procura por Municípios com opções para o turismo destinado ao público de idosos vem crescendo ao longo dos anos e, mesmo com fatores como a pandemia e a baixa temporada, o setor vem sentindo o crescimento. Esse mercado ainda é pouco explorado no Brasil, mas se destaca como tendência nacional em 2022. Os idosos, em sua maioria aposentados, com disponibilidade de tempo para viagens mais longas, movimentam o turismo nos Municípios e valorizam o deslocamento por vias terrestres, já que a Lei 10.741, de 2003, garante vaga gratuita para idosos em ônibus intermunicipais.

A área técnica de turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) lembra que se trata de um público mais exigente e que requer uma atenção especial principalmente no tocante aos protocolos de segurança contra a disseminação da pandemia de Covid-19. Entre os destinos nacionais mais procurados estão os Municípios que compõem a Rota das Emoções, no Nordeste, rota dos vinhos na região sul e as estâncias hidrominerais na região sudeste, além dos resorts e cruzeiros marítimos.

O turismo no Brasil cresceu 12% em 2021 na comparação com o ano anterior, como mostra um levantamento do Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O percentual representa um faturamento de R$ 152,4 bilhões. O volume, no entanto, ainda está abaixo do verificado em 2019, quando a soma alcançou R$ 201,2 bilhões, 24,2% a mais, já descontada a inflação do período. O levantamento é feito com base na Pesquisa Anual de Serviços e nos dados atualizados com as variações da Pesquisa Mensal de Serviços, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A CNM lembra que os Municípios visitados por turistas idosos devem mobilizar seus Conselhos Municipais de Turismo para orientar o setor turístico quanto à adaptação no atendimento às demandas desse perfil de viajante. Além disso, o Município deve se preparar especialmente em relação à acessibilidade nos pontos turísticos para que possam oferecer uma experiência turística valorosa ao segmento.

A tendência é que o envelhecimento da população acelere de forma que, em 2031, o número de idosos supere o de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos no Brasil. Segundo relatório do Banco Mundial, em 2050 a estimativa é que 65 milhões de brasileiros tenham mais de 60 anos. A Confederação ressalta que o turismo voltado à melhor idade aumenta a circulação de recursos no Município ao tempo em que diminui a ociosidade nos períodos de baixa temporada, gerando emprego e renda durante o ano todo.


Da Agência CNM de Notícias


Notícias relacionadas