Home / Comunicação / Turismo rural: área técnica da CNM articula ações para o segmento pós-pandemia

Notícias

20/05/2020

Compartilhe esta notícia:

Turismo rural: área técnica da CNM articula ações para o segmento pós-pandemia

20052020 turismo ruralImportante para a cadeia produtiva do turismo nacional, o turismo rural também foi fortemente impactado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A área técnica de Turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) destaca que o segmento é uma alternativa para o desenvolvimento e a valorização de espaços rurais e da produção associada ao turismo. Por isso, a campanha Municípios juntos pelo Turismo abordará o tema, com materiais específicos para o segmento.

A interrupção dos serviços turísticos no ambiente rural impacta diretamente e, principalmente, a renda das famílias de pequenos produtores rurais, uma vez que a atividade é tratada como alternativa para o aumento de renda por meio da prestação de serviços turísticos. Entre os serviços possíveis nesse âmbito estão a venda de produtos produzidos localmente, serviço de alimentação típica da região, passeios e visitações guiadas, práticas rurais e vivências locais.

É importante destacar que a atividade turística está vinculada à produção agropecuária e a seus atributos naturais e culturais, que, somados, incorporam valor ao produto turístico. Frequentemente, essas atividades estão relacionadas a artesanato, cultura, agronegócios, indústria e comércio.

Para ajudar os Municípios a elaborarem estratégias direcionadas a esse público, a CNM prepara a cartilha Turismo Rural Responsável, que reunirá orientações e práticas a serem adotadas para retomada pós-pandemia. Além disso, a entidade está em assertivas com a Rede Brasileira de Turismo Rural, o Instituto Brasil Rural, a Emater-RS e outros atores para construção de um material integrado e unificado.

Recentemente, a Rede Brasileira de Turismo Rural lançou on-line a Carta Aberta ao Turismo Rural Brasileiro. O documento propõe um material orientador para o turismo rural e a possibilidade de um selo para os hotéis abrangidos pelo Cadastur. A carta trata ainda da importância do cadastro dos empreendimentos rurais para o uso do recurso disponibilizado pelo Fungetur, além da elaboração de campanhas que dialoguem com o turismo rural e de proposições para a comercialização do segmento.

A área técnica de Turismo da CNM destaca que os indícios são de que - assim que liberadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) - as primeiras viagens serão domésticas e majoritariamente feitas por malha viária, o que poderá fortalecer o turismo interno. Com o período de isolamento e os cuidados necessários, o desejo de viajar e estar conectado com os elementos naturais é potencializado e o turismo rural pode ser alavancado de forma especial, fomentando a descoberta das potencialidades locais e valorizando os espaços e atrativos em meio a natureza nos Municípios. Para essa tão esperada retomada nas atividades, a área reforça que será pleiteado um cuidado redobrado no cumprimento das exigências sanitárias para atender toda a demanda reprimida de turistas ávidos por novas experiências.

Da Agência CNM de Notícias
Foto: Prefeitura de Piçarras/SC


Notícias relacionadas