Home / Notícias / Municípios que apresentarem propostas para gastronomia poderão receber incentivos

Notícias

27/07/2015

Compartilhe esta notícia:

Municípios que apresentarem propostas para gastronomia poderão receber incentivos

27072015_gastronomiaOs Municípios que tenham projetos para fomentar a gastronomia poderão receber incentivos para alavancar a cultura da gastronomia. O Ministério do Turismo abriu na sexta-feira, 24 de julho, uma chamada pública para selecionar propostas que divulguem destinos turísticos com ações que valorizem o consumo de comidas típicas regionais.

As ações devem ocorrer em qualquer um dos 214 Municípios inseridos no Mapa do Turismo Brasileiro e priorizados no âmbito do Pronatec Turismo. As propostas devem ser apresentadas no período entre 10 de agosto e 18 de setembro por meio do Sistema de Convênios (SICONV). Os incentivos disponíveis serão de R$ 3 milhões para apoio às iniciativas, sendo que cada projeto poderá contar com um valor mínimo de R$ 100 mil e máximo de R$ 300 mil.

A entidade ou órgão da administração proponente deve possuir dotação orçamentária específica para o turismo, comprovar sua capacidade para executar o projeto e suas atividades devem estar relacionadas com sua proposta. São elegíveis propostas de projetos apresentadas por representantes de órgãos ou entidades da Administração Pública estadual, distrital e municipal.

Critérios de seleção
A equipe avaliadora dará prioridade aos projetos realizados durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 - e ações que promovam produtos aquícolas e pesqueiros nacionais. O prazo de execução de cada projeto aprovado terá início neste ano e duração de até 12 meses, contados a partir da assinatura do convênio, a ser celebrado entre o Ministério do Turismo e a entidade proponente. 

De acordo com o Ministério do Turismo, a gastronomia está cada vez mais presente no turismo brasileiro. O número de viajantes que arruma as malas com destino aos festivais gastronômicos é cada vez maior. Com isso, os gastos com alimentação estão entre as principais despesas dos turistas brasileiros, atrás apenas do transporte.

Agência CNM, com informações do Ministério do Turismo


Notícias relacionadas