Home / Comunicação / Alternativas para garantir água a futuras gerações serão debatidas no Fórum Mundial

Notícias

08/12/2017

Compartilhe esta notícia:

Alternativas para garantir água a futuras gerações serão debatidas no Fórum Mundial

DivulgaçãoO problema da escassez de água preocupa autoridades do mundo inteiro, e alternativas para garantir água às futuras gerações serão debatidas durante 8º Fórum Mundial da Água, de 18 e 23 de março, em Brasília. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) integra a comissão organizadora do evento, com o tema A Preservação dos Recursos Hídricos como um Fator de Desafio a Urbanização Desenfreada e Não Sustentável.

São esperadas 30 mil pessoas, incluindo líderes globais, formadores de opinião, especialistas e profissionais, todos com o objetivo de catalisar mudanças positivas para a segurança hídrica no mundo. A intensa programação propõe buscar respostas e soluções para os principais problemas sobre recursos hídricos.

De acordo com o coordenador de uma das comissões do fórum, Glauco Kimura, o evento tratará de alternativas para que as futuras gerações possam ter água disponível serão. “Nós trabalhamos com três propósitos: mobilizar a sociedade para o tema da água; promover a troca de experiências, que é fantástica, e criar o ambiente político favorável”, diz.

O tema água foi dividido em cinco eixos: Processo Temático, Processo Regional, Processo Político, Grupo Focal de Sustentabilidade e Fórum Cidadão. No eixo Processo Regional, será tratada o ponto de vista de cada região do mundo. O eixo Sustentabilidade é novo na agenda e vai abrir o leque para a discussão da água quanto sua importância social, econômica e ambiental, e para o desenvolvimento de modelos de gestão mais sustentáveis.

Já no Fórum Político, o objetivo é incentivar o engajamento das autoridades políticas locais e regionais, como parlamentares, prefeitos e governadores, na participação de atividades e encontros direcionados ao tema água, porque soluções na gestão da água não podem ser implementadas senão por decisões políticas, de lideranças fortes. Além de incentivar a participação dos gestores locais, a CNM reforça que os municipalistas podem apresentar sugestão ou proposta aos temas debatidos.

Com informações da ABr


Notícias relacionadas