Home / Comunicação / Casa do municipalismo é inaugurada oficialmente em cerimônia marcada pela emoção

Notícias

17/05/2017

Compartilhe esta notícia:

Casa do municipalismo é inaugurada oficialmente em cerimônia marcada pela emoção

170517 casa do municipalismo ag cnmA casa do municipalismo foi oficialmente apresentada aos participantes da XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios na terça-feira, 16 de maio. O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, inaugurou a nova sede da entidade em uma cerimônia que ficou marcada por momentos emocionantes.
Acompanhado pela família, Ziulkoski fez uma reflexão da sua trajetória no municipalismo ao longo dos anos e agradeceu a todos que contribuíram para o fortalecimento do movimento municipalista. O presidente da CNM relatou toda a dificuldade que enfrentou para conseguir recursos que pudessem viabilizar a construção da nova sede. “Nós começamos a juntar esse dinheiro há mais de 20 anos para que os Municípios conseguissem autonomia financeira sem depender do governo federal”, explicou.
O presidente também defendeu a independência dos Municípios e elencou algumas orientações na gestão da nova sede. “Se eu pudesse escrever para que essa entidade possa existir por 50 ou 100 anos eu diria que ela precisa de três fatores fundamentais: visão de uma entidade que precisa ter recursos próprios, que não dependa do governo. Jamais poderá estar atrelada a um partido político e jamais ser cooptada pelo governo. O governo passa e os Municípios continuam”, aconselhou.


Muita emoção

A emoção foi presente em todo o discurso de uma das fundadoras da CNM, Dalva Christofoletti. Com os olhos marejados, a municipalista lembrou de toda a visibilidade que a Confederação e o movimento municipalista conquistaram ao longo do tempo e destacou que o momento era de concretização.
“É muito bom quando a gente sonha e o sonho é realizado. Quero lembrar neste momento todos aqueles municipalistas que já se foram, que a gente conviveu, e os que ainda vivem que por razões de saúde não estão aqui”, relatou.
Em seguida, a fundadora da CNM fez um agradecimento comovente a Ziulkoski. “Paulo, tudo que você está fazendo é para os seus irmãos que se beneficiam com as conquistas da Confederação e a sua liderança. Eu só tenho que dizer a você: Deus lhe pague do fundo do coração”, disse em lágrimas.
No fim da cerimônia, Ziulkoski, Christofoletti e toda a diretoria da CNM fizeram o descerramento das placas de inauguração da nova sede.  

 

Estrutura
A nova sede conta com uma estrutura ampla e vai oferecer mais comodidade aos gestores públicos municipais. A estrutura da nova sede também levou em conta a questão ambiental. Foram plantadas mais de 150 mudas nativas em substituição às árvores que foram retiradas com a construção do novo prédio. Além disso, a nova sede conta com tanques de reuso de águas.

O novo prédio possui um salão nobre para 500 pessoas e quatro salas multimídias integradas. Para oferecer conforto aos colaboradores, prefeitos e visitantes, a nova sede terá dois andares de estacionamento e um restaurante. O novo espaço contará com um ambiente com mais luminosidade e conforto térmico. Também foram construídos um Museu do Municipalismo e uma praça cívica.

170517 casa do municipalismo inalguracao2 ag cnm

 



 

 


Notícias relacionadas