Home / Comunicação / Construção civil teve, no ano passado, a menor alta nos custos desde 2013

Notícias

11/01/2018

Compartilhe esta notícia:

Construção civil teve, no ano passado, a menor alta nos custos desde 2013

Pref. Uruoa (RO)Com registro de 3,82%, o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) teve seu menor resultado acumulado no ano, em 2017, desde 2013, quando foi de 0,52%, com influência decisiva do impacto da desoneração da folha de pagamento iniciada naquele ano. Os números foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, 10 de janeiro.

Além da variação mensal em dezembro ter sido de 0,18%, ela também foi menor que os 0,49% do mesmo período de 2016. Com isso, segundo o IBGE, o custo médio por metro quadrado na construção civil em dezembro ficou em R$ 1.064,76, sendo R$ 544,97 relativos aos materiais e R$ 521,71 à mão de obra.

A parcela relativa ao custo da mão de obra foi determinante no resultado deste ano. Ela cresceu 5,17%, a menor taxa para o grupo desde 2013, quando ocorreu a desoneração na folha de pagamento. Desde então, a menor variação havia acontecido em 2015 (7,55%), enquanto chegou a ser de 10,89% no ano passado.

Já em dezembro, foi decisiva a queda no valor dos materiais para que o resultado ficasse em 0,18%, a terceira menor taxa no ano, atrás apenas de abril e outubro, com 0,15% e 0,16%.

ABrComércio varejista

Outra informação divulgada pelo IBGE mostrou o resultado positivo obtido pela Comércio varejista. De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), o setor registrou crescimento de 0,7%, em novembro de 2017. Os dados do IBGE indicam que o varejo converte a perda apresentada em outubro, de -0,7%.

Segundo o IBGE, no período, as vendas pela internet foram as que se destacaram. Na passagem de outubro para novembro, cinco das oito atividades pesquisadas também tiveram resultados positivos. Em comparação com igual mês do ano anterior, as vendas do comércio varejista cresceram 5,9%. A taxa de 7,1% foi a melhor para os meses de novembro desde 2013. O volume de vendas no acumulado de janeiro a novembro foi de 1,9% e acumulado nos últimos 12 meses ficou em 1,1%.

Com informações do IBGE


Notícias relacionadas