Home / Comunicação / Desenvolvimento econômico no Turismo, Cultura e Agricultura são destaques em painel

Notícias

22/05/2018

Compartilhe esta notícia:

Desenvolvimento econômico no Turismo, Cultura e Agricultura são destaques em painel

Alternativas para o desenvolvimento econômico das cidades foram apresentadas aos gestores na tarde desta terça-feira, 22 de maio, na XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) elencou experiências exitosas nas áreas de Turismo, Cultura e desenvolvimento rural.

A entidade defende que o trabalho integrado dessas três áreas pode impulsionar a economia das cidades. O consultor da CNM, Mário Nascimento, reiterou esse trabalho conjunto para alcançar resultados efetivos. “O Turismo, a agricultura e a cultura podem agregar riqueza ao país e fazer do Brasil uma economia mundial”, considerou.

O presidente da Associação dos Municípios Mato-grossenses (AMM), Neurilan Fraga, tem o mesmo entendimento. “O Turismo é o vetor que mais gera emprego e desenvolvimento”. O diretor do Ministério do Turismo Neovaldo Lima detalhou algumas ações que a Pasta oferece aos gestores como, por exemplo, o Plano Nacional de Turismo. Ele lembrou que a atividade turística possui ramificações com atrativos. “O turismo esportivo e o religioso são atividades de pouco custos e que trazem muitos resultados”, destacou. 

Iniciativa em Canela

A experiência do Município gaúcho de Canela foi compartilhada pelo prefeito de Canela, Constantino Orsolin, e pelo secretário Ângelo Dias. A iniciativa fez com que a cidade se tornasse referência nas atividades turísticas no Estado. O projeto partiu da ideia de conscientizar a própria população sobre a importância da divulgação do potencial turístico do Município e da valorização no atendimento aos visitantes da cidade.

“Esse país tem uma beleza absurda. É preciso governar dentro da abundância desse potencial”, defendeu o prefeito. “Fizemos a população acreditar que a cidade de Canela tem potencial e convidamos a população participasse desse projeto”, complementou o secretário. O prefeito potiguar de Extremoz, Joaz Oliveira, também fez considerações sobre o Prodetur.

Cultura e Agricultura

A CNM também destacou no painel ações importantes na agricultura e na cultura. Nascimento elencou alguns pontos que os Municípios podem buscar mais informações para viabilizar a gestão. Entre eles, o Plano Safra, o plano municipal do Turismo, investimentos e custeios. “A CNM oferece orientações passo a passo nesses aspectos”, disse.

O painel ainda contou com a participação da prefeita da cidade de Goiás (GO), Selma Bastos. A gestora explicou o funcionamento do Projeto Mulheres Coralinas, que teve como principal objetivo tecer laços entre cultura – especialmente o patrimônio vilaboense que abrange história, arquitetura, cultura popular e a poesia de Cora Coralina – e atividades de capacitação para a autonomia econômica e a emancipação cidadã das mulheres participantes. Durante dois anos, 150 mulheres receberam capacitação nas áreas de artesanato – cerâmica, palha, bordado manual –,gastronomia, leitura e educação.

A prefeitura cedeu uma sala para ponto de vendas no Mercado Municipal para a Associação Mulheres Coralinas, que surgiu a partir do projeto Mulheres Coralinas. Aberta em dezembro de 2016, a sala se destina não só à venda coletiva dos produtos confeccionados pelas associadas, mas, também, se propõem a ser lugar de fomento da cultura local e espaço de debate entre as mulheres, contemplando lançamentos de livros, exposições e rodas de conversas. 

A Arena Temática também contou com a participação de Niedja Santos, Diretora do Escritório de Inovação Econômica da Prefeitura de Santos (SP), que demonstrou como o Município trabalha com a vertente da economia da cultura, em projetos, como, por exemplo, o Vilas Criativas.

A palestra foi finalizada com a leitura da Carta Cultura, Turismo e Produção Rural: oportunidades para o Desenvolvimento da Economia Local. O documento será entregue aos candidatos à Presidência da Republica.

que teve como principal objetivo tecer laços entre cultura – especialmente o patrimônio vilaboense que abrange história, arquitetura, cultura popular e a poesia de Cora Coralina – e atividades de capacitação para a autonomia econômica e a emancipação cidadã das mulheres participantes. Durante dois anos, 150 mulheres receberam capacitação nas áreas de artesanato – cerâmica, palha, bordado manual –,

gastronomia, leitura e educação.

 

A prefeitura cedeu uma sala para ponto de vendas no Mercado Municipal para a Associação Mulheres Coralinas, que surgiu a partir do projeto Mulheres Coralinas. Aberta em dezembro de 2016, a sala se destina não só à venda coletiva dos produtos confeccionados pelas associadas, mas, também, se propõem a ser lugar de fomento da cultura local e espaço de debate entre as mulheres, contemplando

lançamentos de livros, exposições e rodas de conversas.

 

A Arena Temática também contou com a participação de Niedja Santos, Diretora do Escritório de Inovação Econômica da Prefeitura de Santos (SP), que demonstrou como o Município trabalha com a vertente da economia da cultura, em projetos, como, por exemplo, o Vilas Criativas.


Notícias relacionadas