Home / Comunicação / Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento da Paz é lembrado nesta sexta, 6

Notícias

06/04/2018

Compartilhe esta notícia:

Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento da Paz é lembrado nesta sexta, 6

06042018 Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento da PazNesta sexta-feira, 6 de abril, é comemorado o Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento da Paz. A data foi estabelecida durante uma assembleia geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em 2013. Neste mesmo dia em 1896, foi realizada a abertura da primeira Olimpíada da Era Moderna, em Atenas, na Grécia.

O dia representa o anseio de comemorar o potencial do esporte para a educação e formação cívica dos cidadãos. Outra característica do esporte é a sua capacidade de quebrar barreiras linguísticas e culturais, incentivando uma convivência pacífica.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) lembra que a promoção do esporte e da paz também faz parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), este é o Objetivo 3. Os 17 objetivos assumidos pelos países da ONU que tem o objetivo de promover sociedades melhores até 2030.

A entidade alerta ainda que é de responsabilidade municipal promover a importância dos benefícios do esporte e de estilos de vida saudáveis em um desenvolvimento social mais amplo garantindo uma melhor qualidade de vida para os cidadãos. Saiba mais sobre os ODS aqui http://ods.cnm.org.br/

A ONU lembra que o esporte é algo de todos e tem uma linguagem internacional comum, além de ser um fator importante para a unificação no processo de transformação de conflitos e construção da paz.

Brasil e Haiti
Em 2014, o Brasil foi convidado pelas Nações Unidas para coordenar a Missão de Paz no Haiti, a Missão Minustah. A missão durou 13 anos e os militares brasileiros encontraram o desafio de apoiar a população a se reconstruir após terremotos, furacões e graves crises sociais e políticas. As tropas brasileiras também se empenharam para restabelecer a segurança no país e proteger os direitos humanos.

A estratégia encontrada pelo país foi conquistar a simpatia e o apoio dos cidadãos por meio do esporte, no caso o futebol. Alguns meses após a chegada dos soldados a Porto Príncipe, a seleção brasileira enfrentou o Haiti em uma partida amistosa, que ficou conhecida como “Jogo pela Paz”. O objetivo era ganhar a simpatia do povo com relação à Minustah.


Notícias relacionadas