Home / Comunicação / Governo quer vacinação contra febre amarela em todo o país ainda este ano

Notícias

01/03/2018

Compartilhe esta notícia:

Governo quer vacinação contra febre amarela em todo o país ainda este ano

O governo tem buscado medidas e estratégias para vacinar toda a população contra febre amarela. A intensão do Ministério da Saúde é imunizar o máximo de pessoas ainda este ano, de forma gradual e de acordo com as possibilidades dos governos regionais, por conta da expansão do vírus em novas áreas. A proposta deve ser apresentada à Organização Mundial da Saúde (OMS) e à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

“Se decidido, haverá uma programação de vacinação para cada Estado”, esclareceu o representante da pasta, ministro Ricardo Barros, durante a última reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), dia 22 de fevereiro. De acordo com ele, a ideia é incluir todos os Estados do País como Área Com Recomendação de Vacinação (ACRV).

Atualmente, 21 Estados estão mobilizados na vacinação contra a doença, e a recomendação é para que pessoas de outras regiões não se desloquem para áreas silvestres e rurais dessas localidades. Regiões do Nordeste e parte do Sul e Sudeste do país não fazem parte das áreas de recomendação de vacina, por não apresentarem circulação do vírus. Nesses locais devem ser vacinados, aproximadamente, 34 milhões de pessoas. Deles, 11 milhões nos Estados da região Sul e Sudeste e 23 milhões no Nordeste.

Iniciativa
Para isso, o governo aguarda o funcionamento da nova fábrica da Libbs Farmacêutica, em São Paulo, para produzir mais 4 milhões de vacinas por mês no país. “Assim, teremos a capacidade de fazer a imunização de toda a população”, explicou Barros. No ano passado, o ministério adquiriu 65 milhões de doses da vacina de febre amarela do Instituto Biomanguinhos/Fiocruz para distribuição a todos os Estados do país e imunização da população. 
Para este ano, está prevista a compra de mais 48 milhões de doses. Para atender exclusivamente à demanda da campanha de fracionamento, foram distribuídas 19,4 milhões de doses da vacina para o Rio de Janeiro, a Bahia e São Paulo.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) ressalta a importância de intensificar as ações preventivas contra a Febre Amarela nos Municípios, e considera positiva a ação de imunizar todos os brasileiros. Aos gestores é importante planejar, estruturar e apoiar suas equipes de saúde para realizações das ações em saúde, uma das estratégias que pode ser ajustada pelo prefeito é a avaliação das salas de vacinas das unidades, uma vez que existem normas padronizadas que devem ser seguidas para a prática de qualquer imunização.

Com informações do Ministério da Saúde


Notícias relacionadas