Home / Comunicação / Ministro da Fazenda sinaliza que orçamento de 2018 pode não sofrer corte

Notícias

30/01/2018

Compartilhe esta notícia:

Ministro da Fazenda sinaliza que orçamento de 2018 pode não sofrer corte

Ag. BrasilApós o anúncio de que o país fechou o ano passado com um déficit abaixo das estimativas, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, acenou a possibilidade de não haver corte no Orçamento deste ano. A decisão ainda não está tomada, mas foi avaliada em uma reunião da Junta de Execução Orçamentária (JEO). O colegiado esteve reunido no dia 29 de janeiro e conta com a participação dos ministros da Casa Civil, Planejamento e da Fazenda.

Tradicionalmente, o governo inicia o ano com contingenciamento dos gastos públicos, mas devido ao desempenho do Brasil no ano passado, o ministro acredita que esse cenário poderá não ocorrer agora. Em 2017, o governo federal fechou o ano com um déficit de R$ 124 bilhões para uma meta de R$ 159 bilhões.

Meirelles destacou ainda que a arrecadação está maior do que o esperado, assim como a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). A Lei Orçamentária foi aprovada com base de uma alta de 2,5% do PIB. Entretanto, a previsão agora é um crescimento de 3%.

Em entrevista para o broadcast do Estadão, o chefe da pasta se mostrou otimista, revelando que “é possível que não haja” corte de gastos. Ele comentou que, se houver, será pequeno. Para Meirelles, o anúncio do déficit menor é uma mensagem importante para a situação fiscal brasileira.

Visão externa

Quando perguntado sobre melhorar a classificação de risco do Brasil, o ministro disse que seria preciso três condições: crescimento em 2018, que segundo ele já está dado; a aprovação da Reforma da Previdência e o resultado das eleições em outubro.

Em janeiro, a agência internacional Standard & Poor’s rebaixou a nota do Brasil, o que trouxe uma visibilidade negativa ao país e afugentou possíveis investidores.

Agência CNM, com informações da Agência Estado

 


Notícias relacionadas