Home / Comunicação / Turismo injeta mais dinheiro na economia dos Municípios considerados destinos de carnaval

Notícias

25/01/2018

Compartilhe esta notícia:

Turismo injeta mais dinheiro na economia dos Municípios considerados destinos de carnaval

Ag. BrasilO setor turismo comemora. O aumento das vendas de pacotes turísticos para o Brasil e a alta na ocupação hoteleira no período do carnaval, que compreende o período de 9 a 13 de fevereiro, promete um aumento no fluxo turístico para os Municípios considerados destinos de carnaval. Estimativas do Ministério do Turismo, mostram que deverão ser injetados R$ 11,14 bilhão na economia nacional, resultado de um recorde na movimentação turística. Os números vão além: serão 10,69 milhões de viajantes brasileiros e 400 mil turistas internacionais.

Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Recife e Olinda (PE) estão entre os destinos mais procurados. Juntos, são responsáveis por 65% de toda a movimentação financeira no período, ou seja, R$ 7,4 bilhões.

Dados da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) mostram que, até o fim do carnaval, as vendas dos pacotes de viagens aumentarão 15% em relação ao mesmo período de 2017. Além das cidades conhecidas pela folia, Foz do Iguaçu (PR) e os cruzeiros também estão na lista de destinos desejados para o período.

No Rio de Janeiro são esperados 6,5 milhões de foliões que devem movimentar R$ 3,5 bilhões na capital. Os hotéis esperam chegar à marca de 85% de ocupação geral na cidade, número 7% maior que o do ano passado.

A capital paulista também está entre os principais destinos do carnaval 2018 e deverá manter os bons resultados de 2017, de acordo com a São Paulo Turismo (SPTuris). As atrações do Sambódromo e do carnaval de rua devem movimentar R$ 464 milhões para o turismo da cidade. A região litorânea também será beneficiada e registra ocupação de 90% na rede hoteleira.

Salvador, conhecida por ser uma referência na folia, deve receber 770 mil turistas, sendo 400 mil do interior da Bahia e 300 mil de outros estados, como: Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Sergipe e Minas Gerais. Além dos brasileiros, 70 mil estrangeiros deverão chegar principalmente da Argentina, França, Chile, Alemanha e Uruguai. Durante a festa, a capital baiana deve arrecadar R$ 1,7 bilhão e ocupar 98% dos hotéis em toda a cidade, chegando a 100% nos estabelecimentos próximos aos circuitos. No período da folia, os turistas nacionais chegam a desembolsar, em média, R$ 4.915 e os estrangeiros R$ 3.500.

Destino que vem despontando no carnaval de rua do Brasil, Belo Horizonte espera ampliar a folia nesse ano. A expectativa é registrar um crescimento de 20% no público esperado e também na movimentação financeira, chegando a 3,6 milhões de foliões que devem deixar R$ 637 milhões na cidade. Na capital mineira, os atrativos serão os 480 blocos de rua cadastrados que farão cerca de 550 cortejos, número superior ao de 2017, quando 416 desfiles alegraram a cidade.

Em Pernambuco, o frevo será o responsável por embalar a festa nas ruas dos Municípios. O estado espera receber 1,7 milhão de foliões e arrecadar R$ 1,2 bilhão. A ocupação hoteleira também trará números altos para 2018 e chegará a 95%. A capital Recife e sua vizinha Olinda são os principais destinos no estado e figuram entre os maiores carnavais do país.

No Recife, serão 43 polos de animação espalhados pela cidade com mais de duas mil apresentações. Já Olinda vai oferecer um carnaval bem grande para os foliões. O tema deste ano será “Olinda, terra de gigantes”, e conterá 230 atrações artísticas, 80 cortejos itinerantes, 300 orquestras de frevo, 60 agremiações e 1.500 blocos, troças, maracatus, afoxés, caboclinhos, clubes, dentre outros.

Agência CNM, com informações do Ministério do Turismo

 


Notícias relacionadas