Home / Informe

Você tem um encontro marcado com as lideranças políticas do país em abril. 100 dias de governo são destaque do evento

capa informe marcha 2019

Tradicionalmente realizada em maio, a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios deste ano será de 8 a 11 de abril, data que coincide com os 100 primeiros dias de governo. Ao promover o encontro de mais de sete mil municipalistas com representantes do Executivo Federal, incluindo ministros e o presidente da República - que, nos últimos anos, tem prestigiado a cerimônia de abertura do evento -, a CNM possibilita o diálogo e a atuação conjunta entre os entes da Federação.


Além disso, a vinda do alto escalão do governo ao encontro que ficou nacionalmente conhecido como Marcha dos Prefeitos comprova a união, a força e a representatividade do movimento, resultados de décadas de lutas. O evento é palco ainda de importantes conquistas e compromissos firmados por deputados e senadores. Na última edição, por exemplo, os participantes comemoraram a assinatura do decreto de readequação  das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Unidades Básicas de Saúde (UBS), a prorrogação dos prazos para elaboração dos planos de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) e de Mobilidade Urbana (PMU) e a apresentação da Nova Lei de Licitações na comissão especial.


Para este ano, a expectativa não é diferente. Nos meses que antecedem a Marcha, lideranças municipalistas têm participado de diversas reuniões com ministros e parlamentares, que reconhecem o evento como ápice da atuação política dos gestores municipais e da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Receberam o convite do presidente Glademir Aroldi e confirmaram a participação do governo nesta 22ª edição: o vice-presidente da República, Hamilton Mourão; o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni ; o ministro da Secretaria de Governo (Segov), General Santos Cruz ; o ministro da Economia, Paulo Guedes ; e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta . Os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia  e Davi Alcolumbre  também sinalizaram que as presidências das Casas devem estar representadas no evento.

 

btn inscreva se marcha